Namorando fácil

Ficando ou namorando? Nos dias de hoje, por incrível que pareça, namorar é considerado meio fora de moda, coisa antiga, e até mesmo, careta. É que tem o “ficar”… em que tudo parece muito mais fácil, certo? Como Namorar. Namorar pode ser um difícil para qualquer um. Uma cantada e um convite para sair podem ser um belo de um fiasco tanto para a galera tímida e inexperiente quanto para os mais saidinhos e calejados na arte da conquista. No... Significados de sonhar que está namorando um desconhecido. Abaixo segue uma listinha de possíveis significados para esse tipo de sonho, depois vamos explicar cada um em separado para você entender melhor eles e também para entender melhor o que se passa em sua cabeça, mesmo que no inconsciente. Decida para quem vai contar primeiro. Pode ser que um de seus pais seja mais flexível, ou você se sinta mais à vontade com um deles. Contar uma novidade dessas para aquele que tem a mente mais aberta pode facilitar contar para o outro depois. Por exemplo, se você é a “menininha do papai”, pode ser mais fácil contar para ele primeiro, mas se ele é o tipo de pai superprotetor, talvez ... Algumas ideias criativas podem ajudar a “salvar” esse dia, mesmo partindo de ações já bem comuns, como jantares, encontros e passeios. Pensando nisso, separamos algumas dicas de surpresas especiais que podem ser feitas para presentear o namorado de forma criativa, divertida e romântica, acompanhe: baixandomusica.com. BaixandoMúsica tenta reunir o maior acervo de músicas para download já disponibilizadas na internet. Não hospedamos nenhum arquivo ou ficheiro de áudio e músicas, apenas indicamos serviços terceiros onde é possível fazer downloads de músicas ou CDs e álbuns completos.Caso detenha direitos sobre alguns desses nos envie um email com o assunto DMCA. Quando o assunto é vida pessoal, Maiara brinca e diz que não vai dar uma resposta fixa: 'Eu não sei se tô solteira, casada ou namorando. É assim a minha vida agora', ri Maiara, que recentemente terminou o relacionamento 'ioiô' com Fernando Zor. 'Eu sou muito espontânea, muito verdadeira e faço as coisas quando tenho vontade . E MAIS: A maneira mais fácil de se tornar um mestre da persuasão, uma simples frase de 7 palavras que tornará você a pessoa mais persuasiva do planeta, não importa qual seja o seu objetivo. Este poderoso segredo funciona para convencer quase qualquer pessoa a fazer quase qualquer coisa. Fácil Decore. Animais namorando – Fotos e imagens. O reino animal é algo impressionante, as vezes eu mesmo me pego a olhar para os meus gatos brincando, parece que eles pensam no que estão fazendo, é algo fascinante, os animais tem sim uma grande inteligência, mesmo não sendo capazes de pensar e expressar de alguma forma, eles são ... Aproveita hoje, que o pai tá fácil Tô namorando a budweiser Sou amante da skol beats Quero que se exploda se o país está em crise Ô desce uma, desce duas, desce três e desce quatro Aproveita hoje, que o dennis tá fácil Th tá fácil Que o pai tá fácil Coração tá gelado A maldade na mente Vários 'fala' a verdade mas tu gosta de ...

Oii Luba, turma, editores, gatas e todo tipo de coisa que pode estar vendo ou lendo isso. Essa é a história de como um ex meu ficou obcecado por mim. (Essa história pareci de um nice people, mas não rola xingamento, então não sei como identificar kk)

2020.09.12 17:23 NaomyChan Oii Luba, turma, editores, gatas e todo tipo de coisa que pode estar vendo ou lendo isso. Essa é a história de como um ex meu ficou obcecado por mim. (Essa história pareci de um nice people, mas não rola xingamento, então não sei como identificar kk)

(Vamos um pouco pro passado, inicio do ano em fevereiro) Antes de a gente começar a namorar com ele, eu conheci uma menina ( vamos chamar ela de Rainara) e queria muito fica com ela, porém ela tava namorando, mas tinha dito que se a gente se encontrasse de novo nos poderíamos ficar se eu quiser se, logico que eu aceitei, como na época esse cara o Cars era meu melhor amigo, eu contei pra ele. (Se passou, agora em Julho) Eu era muito próxima do Cars, e ele começou a gostar de mim e me pediu em namoro, eu aceitei porque achei que gostava ele, umas semanas depois, eu tava percebendo que eu tava gostando da Rainara de um jeito diferente, ai eu me toquei que eu gostava do Cars como amigo e senti a algo mais pela Rainara. Terminei o namoro com ele. (Agora vamos pra, quinta feira agora, dia 10 de setembro) Eu pedi a Rainara em namoro e ela aceitou, no dia seguinte eu coloquei que tava namorando nos status e o Cars veio encher meu saco. (Hoje dia 12 de setembro rolo o seguinte dialogo, copiei a conversa do WhastApp mesmo porque é mais fácil como ele digita palavra por palavra eu tive que da meu jeito pra n fica tão longo) [02:55, 12/09/2020] Ser Insuportável: Vc Foi Desleal A mim Se era Afim Dela Não tinha Aceitado Namorar Cmg Como dizia Me amar Amando Outra Isso Tudo So por não estou ai Olha so Fassamos assim estou disposto a esquecer tudo isso apenas volte pra mim e vamos retomar um futuro que ainda temos pela frente
[08:55, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: Vc sabe q tem como gostar de 2 pessoas ao mesmo tempo neh? No caso n é só pq você não ta aqui. Entenda EU TO NAMORANDO
[10:33, 12/09/2020] Ser Insuportável: Otimo Entt Pq Não nos 3?
[10:34, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: Pq eu n gosto mais de vc? Entenda
[10:34, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: Eu n gosto mais de vc
[10:39, 12/09/2020] Ser Insuportável: Mentira Isso E mentira E vc sabe So ta dizendo isso Pra que eu pare de insistir Mas não vou Pq eu te amo Quem ama cuida protege da carinho e nunca abandona Não faz isso cmg vey porfv volta pra mim🥺❤️ Quando nunca mais Achei Que fosse Feliz
[10:43, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: Cara
[10:43, 12/09/2020] Ser Insuportável: Deus te colocou
[10:43, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: Vai te fude
[10:43, 12/09/2020] Ser Insuportável: Na Minha
[10:43, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: Entende
[10:43, 12/09/2020] Ser Insuportável: Vida
[10:44, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: EU NÃO TE QUERO MAIS, EU NÃO GOSTO DE VOCÊ, EU NÃO TE AMO MAIS
[10:44, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: Entende
[10:44, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: EU TO FELIZ NAMORANDO UMA GAROTA INCRÍVEL
[10:44, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: Entende isso
[11:10, 12/09/2020] Ser Insuportável: Mentiraaaaaaaaaa Pohaaaaaaa Para de mentir Pra mim Vc me ama Se Não amasse não teria me dado uma oportunidade
[11:10, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: desculpa
[11:10, 12/09/2020] Ser Insuportável: E vc que não entende isso
[11:11, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: mas acho q ta confundindo as coisas
[11:11, 12/09/2020] Ser Insuportável: Não
[11:11, 12/09/2020] Ser Insuportável: Não to
[11:11, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: como eu tinha falando antes, EU CONFUNDI AMIZADE COM AMOR, EU NÃO QUERO VOCÊ MAIS, EU TO NAMORANDO COM UMA GAROTA, entende as coisas! Não se confunda, se tu acha q é mentira o trem deu ta namorando eu te mando print deu pedindo ela em namoro
[11:13, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: entende cara: eu n quero vc
[11:14, 12/09/2020] Ser Insuportável: Olha eu posso ate se apaixonar por outra pessoa o que eu acho dificl e o coração obedecer Ele so pertence a vc Não vou deixar Vc Ir Eu amo vc e so quero vc Pra mim Não me peça para entender O impossível Mas eu peço para você compreender que eu te amo e eu não quero te perder
[11:16, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: cara só supera
[11:16, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: e para de encher a porra do meu saco
[11:16, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: tu ta a quase 1 mês no meu pé
[11:17, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: já n aquento mais vc
[11:17, 12/09/2020] Ser Insuportável: Fala o que vc quizer Mas eu não vou Desistir Ja disse Não vou
[11:19, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: só para de manda msg
[11:19, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: agradeço
[11:20, 12/09/2020] Ser Insuportável: Não Vou Para Vou mandar Ate Vc Perceber Que o unico Amor Da Sua Vida Sou eu
[11:22, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: O porra, para de ser obcecado por mim! Eu n gosto de vc!!
[11:23, 12/09/2020] Ser Insuportável: Não dá sempre que eu penso em você meu coração dispara sempre que eu tô dormindo tô querendo contigo sempre quando eu não tô fazendo nada tô sempre pensando em você não dá para esquecer um grande amor
[11:23, 12/09/2020] 🏳️‍🌈♥️Eu♥️🏳️‍🌈: cara vc ta parecendo um psicopata obcecado, isso ta mt estranho e tbm fica mais estranho ainda pq vc é maior de idade, velho só para, só me deixa em paz Ai eu dei um block Minha namorada mandou mensagem pra ele falando que era pra ele parar de me incomodar, se ele quiser se amizade tava tranquilo que ela não se importava, mas que ele confundiu as coisas, etc (a mesma ladainha que eu já tinha falado) ele foi e xingo ela de todos os nomes possíveis e falou que a culpa de eu e o Cars terminamos era dela, sendo que a culpa foi minha de confundir as coisa E esse é o fim, espero que ele não me procure mais. Tenha um bom dia Sr. Leitor ^^
submitted by NaomyChan to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.31 02:36 HedgehogFriendly Me ajudem a confortar a dor que sinto

Olá a todos!
Tudo começou quando entrei na universidade em 2018. Lembro que o coordenador do curso me perguntou se eu queria ter aula até quinta feira (1° período é bem fácil em engenharia), obviamente que concordei. Jamais pensei que passaria por um dos maiores sofrimentos da minha vida. Lá estava ela, uma menina linda, juro que tentei, mas não consegui controlar meus sentimentos e logo estava apaixonado por ela. A respeito de mim, sou extremamente tímido, sofro de ansiedade,depressão, não tenho amigos e também sofro de solidão. Por várias vezes tentei estabelecer um contato visual com essa menina, mas sempre com cautela pois sei que não sou nem um pouco atraente e ela nunca me deu atenção, ela sabia que eu gostava dela ou pelo menos acho que sabia. Foi assim durante toda a cadeira de física I, quando eu via ela ficava tão nervoso que ficava sem reação. Não era para ter cultivado isso, só sofri por tudo isso. Uma vez doeu muito em mim, tentei olhar para ela e de forma bastante fria ela me ignorou, foi uma das piores coisas que senti na minha vida, meu coração doeu. Mesmo assim, iludido, tentei fazer algo maluco e criei um Instagram com a minha foto (maior vergonha da minha vida) para tentar seguir ela, mas ela não me aceitou, eu tinha um total de 0 seguidores quando mandei a solicitação kkkkkkkkkk. Depois disso só tive contato com ela na última prova da disciplina, percebi que ela olhava para mim, mas, depois de tudo isso, não consegui olhar para ela (sofro de ansiedade). Nunca mais paguei uma cadeira com ela, mas a primeira vez que ela me viu na universidade depois desse acontecido, colocou um olhar para mim que não consegui identificar, não sei se ela estava com pena de mim ou vontade de chorar, mas era direcionado para mim. Ela me tratou muito mal, eu tinha sentimentos por ela e talvez isso tenha pesado na consciência dela. A segunda vez que ela me viu deu um sorriso para mim, talvez de vergonha alheia. Depois disso não olhou mais para mim. Em nenhuma dessas situações tive coragem de agir depois de tudo que já tinha sofrido, todas as rejeições. Eu continuei gostando dela, por mais que não conseguisse demonstrar. Na metade de 2019 o inferno aconteceu, vi ela namorando com outro cara e fiquei bastante triste, não aguentei e me abri para ela, ela se mostrou compreensiva, deu um sorriso para mim, mas, obviamente, ela já estava namorando. Meu mundo caiu, não por causa de uma rejeição, mas por causa da minha vida porque sou uma pessoa muito triste, desde sempre, nunca tive amigos, é o que eu mais quero para minha vida, ter amigos com quem conversar. Além disso, também sofro de ansiedade social, coloquei na minha cabeça que era uma pessoa normal e tentei mudar, mas foi um desastre, só me machucou. Eu estou muito triste agora neste período de pandemia pois não estou saindo de casa, estou muito para baixo, cada vez mais depressivo, queria desabafar. Minha depressão é algo mais profundo, minha vida não foi e não é fácil, a rejeição é um problema comum para mim porque fui rejeitado pela minha família biológica e sou filho adotivo e por esse motivo tenho tanto medo de ser rejeitado mais uma vez. Me perdoem a ortografia, estou muito ruim no momento.
submitted by HedgehogFriendly to desabafos [link] [comments]


2020.08.06 06:08 denesfernando Sou Babaca Por Querer Que O Namorado Da Minha Amiga Não Passe Mais A Quarentena Aqui E Volte Pra Casa Dele?

Olá Luba, editores, gatas e Turma. Essa história que vou compartilhar aqui é recente, ainda estou tratando em terapia, mas ela começa um pouquinho lá atrás.
Um ""pouco"" de background para situar a todos de onde tudo isso começou.
Em 2013 comecei namorar um cara que vou chamar de Karen, por ele ser muito, mas muito CUSÃO (inclusive, ele se parece muito com você Luba e por vocês serem tão idênticos, eu passei um bom tempo sem assistir o canal, pois não conseguia te ver sem lembrar dele). Mas, enfim, em 2015 ele e o grupo da faculdade dele decidiram morar todos juntos em uma casa perto da faculdade, pois estava exaustivo para todos trabalharem em pontos distintos da cidade (São Paulo, para se alguém quiser se situar).
Então, em janeiro de 2016, eles se mudaram e eu ia para lá aos fins de semana, até que acabei me mudando para a casa em Junho do mesmo ano, no dia do meu aniversário.
Pois bem, foi uma fase horrível da minha vida por causa do meu ex, terminamos em maio de 2017 e tive que sair da casa. Esse meu ex era um abusador, um aproveitador, a pior pessoa que eu poderia ter conhecido na minha vida. Os abusos psicológicos que ele cometeu comigo, afetaram totalmente minha confiança e em como eu viria a me relacionar com outros caras, fora as crises de ansiedade que eu arrasto até hoje.
Mas então, eu fiquei amigo dos amigos dele da faculdade e em especial da Karls que virou minha melhor amiga.
Em 2017 eles terminaram a faculdade e em 2018 o contrato da casa venceu e eles finalmente poderiam se mudar, áquela altura ninguém suportava mais olhar pra cara do Karen.
Então, foi nesse momento, que a Karls e o Akarls me chamaram para vir morar com eles numa nova casa. Sem o Karen. E hoje nós três vivemos como uma família feliz com os nossos pets.
2019
Eu conheci um cara, eu vou chamar ele de Lars.
Lars e eu começamos a trocar mensagens, se conhecer, nos aproximarmos. Até então, antes dele, todos os outros caras que eu acabei ficando, não davam certo, (tem muito gay problemático nessa cidade). Mas Lars foi diferente, conforme nos conhecíamos, ele ia transpondo todas as muralhas que eu usava como defesa, pois meu maior medo seria voltar para um relacionamento abusivo, tóxico e doentio.
Com o Lars eu fui bem devagar, realmente queria conhecer ele, pra ver se o que eu estava sentindo era o certo e se ele não iria me fazer mal.
Nesse tempo conhecendo ele, eu desabafava com Karls todas as minhas inseguranças, pois ela tinha vivido todo o meu drama com o meu ex, ela sabia dos meus medos, receios, inseguranças em me relacionar com alguém e ela me dava todo o apoio, pra poder voltar a acreditar e saber que nem todo mundo é igual o Karen, que na verdade eu dei azar com o Karen, mas que não seria assim de novo.
Depois de tantos embates sobre minhas agruras eu acabei me desarmando e me permiti começar algo com o Lars.
Um mês e meio depois, finalmente decidi trazer ele em casa, para conhecer meus amigos e 😏.
Então, foi nesse fim de semana de novembro de 2019 que coisas aconteceram.
Depois de ficarmos, acabei aceitando os meus sentimentos por ele, pensei que depois de tanto tempo solteiro, passando por aventuras fracassadas com pessoas que não se encaixavam, onde a química só proporcionava uma reação inicial. Ali estava talvez o momento de poder compartilhar momentos com alguém.
Mas aquele início de sonho desmoronou muito rápido. No domingo quando ele estava pra sair para trabalhar, Lars me contou que iria para o Beto Carrero com um amigo. Fui pego de surpresa, pois ele não havia mencionado nada nas nossas conversas durante a semana.
Na época, Lars trabalhava como bartender numa cafeteria e reclamava de trabalhar muito, não ter finais de semana livres e só folgar nas segundas-feiras.
Como não tínhamos oficializado nada, nossa primeira vez foi na noite anterior e o fato de estar disposto a querer começar a construir uma relação tinha sido algo que eu havia arrazoado no meu coração, achei absurdo demais eu questionar porque ele não tinha me falado nada antes.
Tudo bem, ele iria no Beto Carrero com um amigo, logo após sair da cafeteria. Pegaria o ônibus na estação do Tietê no domingo a noite, passaria o dia no parque, já que a folga seria na segunda, e na segunda a noite ele voltaria e iria trabalhar na terça-feira de manhã. Eu, pelo menos, imaginei que seria assim.
Na segunda-feira, eu fui trabalhar normal, vi as fotos dele no Beto Carrero, os stories no Instagram aparentemente nada de estranho, mas a primeira coisa que me chamou a atenção foi o fato dele não ter postado um único story com o amigo, mas até aí, se eu encucasse com isso, seria uma atitude tóxica e eu não queria isso. Numa relação deve existir confiança.
Nós não nos falamos o dia inteiro, pois eu não iria ficar o importunando num passeio como aquele, que ele aproveitasse o máximo possível. Foi quando às 18:00 eu resolvi mandar uma mensagem para ele, já que eu estava saindo do trabalho.
A mensagem era mandando um "oi" e desejando que ele tivesse se divertido bastante e fizesse uma viagem tranquila de volta.
Foi quando ele me respondeu que não voltaria aquela noite, que ele iria para Balneário Camboriú com o amigo passear de barco. Eu fiquei completamente sem reação, foi um choque. Ele só reclamava de como o trabalho explorava ele, não era flexível e do nada, de uma viagem totalmente espontânea que aconteceu aleatoriamente pra aproveitar um dia de folga num bate e volta, surgiu uma folga no dia seguinte.
Eu não tive como não ser arrastado de volta para os tempos do Karen, onde eu fui trouxa por anos, onde ele matava aula pra transar na escada da faculdade, dizia que ficava até mais tarde no serviço pra não pegar trânsito, mas na verdade ia para dates furtivos de apps de pegação (inclusive tenho uma história ótima com relação a isso da época do Karen), enfim, meu cérebro e meu coração ligaram o sinal vermelho, as sirenes começaram a zunir no meu ouvido, a última coisa que eu queria era ser enganado como fui na minha última relação.
Voltando, Lars não falou mais nada depois disso, fui pra casa naquele dia. Na terça-feira de manhã, outro sinal de alerta, não tinha nenhuma mensagem no celular. Isso poderia ser irrelevante, se a gente não tivesse passado o último mês e meio, trocando várias mensagens e memes da hora que acordava até a hora de dormir. Me senti mal, a conversa tinha morrido da noite para o dia, fiquei angustiado, pois eu estava começando a gostar dele e aquilo mudou da noite para o dia.
Terça-feira se foi, ele em Balneário Camboriú, fotos e stories no Instagram se seguiram e nada desse amigo misterioso.
Finalmente, a noite ele estava voltando e mandou uma mensagem dizendo que estava exausto, mas estava voltando. Nesse momento, minha mente já tinha formulado mil e uma histórias, mas resolvi ser prudente, apesar da angustia que estava sentindo.
Foi difícil dormir aquela noite, na manhã seguinte, ele mandou uma mensagem dizendo que havia chegado, estava exausto, mas estava indo trabalhar.
Nossa conversa, já não era a mesma, algo tinha mudado, as palavras ou a ausência delas são um termômetro para o coração, escrever para outra pessoa é um ato de conexão e o nosso elo havia se rompido.
Foi quando resolvi confrontá-lo.
Segue abaixo a conversa no whatsapp:
[28/11 11:56] Denes: Desculpa, Lars.
[28/11 11:56] Denes: Eu não sei de fato o que aconteceu
[28/11 11:56] Lars: Pelo o que ?
[28/11 11:56] Denes: mas desde terça que eu sinto que nossa conversa morreu
[28/11 11:56] Lars: :(
[28/11 11:56] Lars: Eu que peço desculpas
[28/11 11:57] Denes: se vc puder me dar uma luz
[28/11 11:57] Lars: Questão de conversa tbm não sei ... :(
[28/11 11:58] Lars: Não quero ser cuzao contigo
[28/11 11:58] Denes: me diz o que tá acontecendo
[28/11 11:59] Lars: Gosto olhando no olho
[28/11 11:59] Lars: Gosto de vc
[28/11 11:59] Denes: talvez não haja olho no olho se eu não entender o que está acontecendo
[28/11 12:00] Denes: eu tb descobri que estou gostando de vc
[28/11 12:00] Denes: descobri de uma maneira bem ruim
[28/11 12:00] Denes: só quero que vc me diga
[28/11 12:00] Denes: sem medo
[28/11 12:02] Lars: Eu recebi uma ligação de alguém antes de viajar que me deixou balanceado
[28/11 12:02] Denes: prossiga
[28/11 12:02] Lars: Não gosto da ideia por aqui
[28/11 12:03] Lars: Mas tá bom ...
[28/11 12:03] Denes: por favor, agora que começou, não pare
[28/11 12:03] Lars: Pouco antes de conhecer vc eu tinha acabado um relacionamento ...
[28/11 12:03] Denes: hum
[28/11 12:04] Lars: E tipo ainda algo que me deixa balançado e tal ...
[28/11 12:05] Denes: entendi
[28/11 12:05] Denes: ah...
[28/11 12:05] Lars: E tipo não quero mentir pra vc
[28/11 12:05] Lars: Nem ser um cuzao contigo me entende
[28/11 12:05] Lars: Quero ser sincero sempre
[28/11 12:05] Lars: Não só com vc mas comigo mesmo
[28/11 12:06] Denes: então, o livro de Harry Potter que está com vc, foi um presente de um amigo meu que faleceu esse ano, será que posso pegar com vc na catraca amanhã da Santos Imigrantes
[28/11 12:06] Lars: Sim ... Claro ... Mas queria conversar mais com vc pessoalmente
[28/11 12:06] Lars: Se não se importar
[28/11 12:07] Lars: Tenho um presente pra vc
[28/11 12:07] Denes: eu vou me importar
[28/11 12:07] Denes: por favor, sem presentes
[28/11 12:07] Lars: Tudo bem :(
[28/11 12:09] Denes: amanhã as 8:30 te encontro na Catraca
[28/11 12:09] Lars: :( eu lhe entendo sabe ... Mas confesso que gosto de vc e queria que vc permanecesse na minha vida independente de qualquer coisa
[28/11 12:09] Denes: não será possível
[28/11 12:09] Lars: Tudo bem eu entendo vc ... :(
[28/11 12:09] Lars: Me desculpa
[28/11 12:10] Denes: te encontro amanhã na catraca sem falta
[28/11 12:21] Lars: Hj vc sai que horas do trabalho?
[28/11 12:24] Denes: Desculpa, Lars. Mas eu só pretendo te encontrar para pegar o meu livro. Não, temos nada para conversar. Você não me deve satisfações, justificativas ou esclarecimentos. Apenas o meu respeito. Mas, mesmo assim. Esse ponto final precisa ser colocado.
[28/11 12:25] Lars: Tudo bem eu entendo e respeito vc ... Falei de hj pq posso te entregar hj o livro
[28/11 12:25] Lars: Ele está comigo aqui no trabalho
[28/11 12:26] Denes: Eu saio às 18:00
[28/11 12:26] Lars: Posso te entregar hj o mesmo horário ... Na estação melhor pra vc
[28/11 12:27] Denes: Que horas na Santos Imigrantes vc vai passar por lá?
[28/11 12:27] Lars: Umas 19h a 19:30
[28/11 12:28] Lars: Mas espero a sua hora
[28/11 12:28] Denes: Okay, as 19:00 estarei lá
[28/11 12:28] Denes: Se chegar antes estarei sentado em algum dos bancos da plataforma
[28/11 12:29] Lars: Tá bom
[28/11 12:29] Lars: Sei o que vc vai falar ... Mas desculpas :(
Quando ele falou dessa ligação do ex e ficou balançado, eu senti uma enxurrada de sentimentos negativos, o tsunami de chorume que eram as mentiras do Karen voltando a tona. Todas as desculpas esfarrapadas, parecia que eu estava vivendo tudo outra vez.
Eu estava cego, na gana de não querer cometer os mesmos erros do passado, acabei sendo seco, duro e intolerante, condenando um pelos erros de outro.
Eu já tinha sentenciado dentro de mim que aquela viagem foi algo que ele tinha programado com o ex e que tinha ido com ele e que eles tinham se acertado e que ele queria me manter como step se nada desse certo. Enfim…
Nesse mesmo dia, fui buscar o meu livro (um fato curioso, esse livro que foi presente de um amigo que veio a falecer em 2019, foi um presente pra me lembrar o quanto eu sou uma pessoa corajosa, era a edição de 20 anos da Pedra Filosofal nas cores da Grifinória e dentro ele escreveu a famosa frase da Luna "As coisas que perdemos sempre acabam voltando para nós. Mas nem sempre na forma em que pensamos." https://imgur.com/a/ebJFd2U
Ironicamente, quando paro pra olhar isso em particular, penso na grande ironia de tudo.
Eu cheguei antes na estação, fiquei esperando, sentado num banco na plataforma, vendo vários trens passando, várias pessoas descendo na estação vindo depois de mais um dia de trabalho. A minha ansiedade estava a mil, eu queria chorar, estava angustiado com tudo aquilo, pior, sem entender como "tinha cometido" o mesmo erro outra vez.
Ele chegou uns 15 minutos depois, estava com o livro na mão, eu peguei o livro e então ele me estendeu os braços pedindo um abraço, fiz com ele o que eu devia ter feito com o Karen, olhei para ele com a minha pior cara de desgosto e nojo e falei "Adeus", virei as costas e deixei ele lá.
Hoje, não me orgulho do que eu fiz, sinto vergonha quando penso, mas para que vocês entendam aquele gesto, mesmo ele não sabendo, era algo traumatizante, no término com o Karen, quando coloquei minhas malas e meus livros no táxi, ele chegou até mim e na maior cara de pau, na sua maior interpretação pra burguês ver, ele me pediu um abraço e o trouxa aqui cedeu esse abraço, então ele sussurrou no meu ouvido "Sou eternamente grato por tudo o que a gente viveu e você vai sempre poder contar comigo para o que você precisar" e quando eu precisei o que eu ouvi? "Não tenho obrigação nenhuma de te ajudar."
Quando eu saí da estação, bloqueei o Lars em todas as redes sociais, Facebook, Instagram, Whatsapp e até o número dele pra ele não me mandar SMS ou ligar. Não queria nunca mais ouvir falar dele pelo resto da minha vida.
Alguns dias se passaram e a Karls me contou que Lars havia mandado mensagem para ela no Instagram dizendo que estava preocupado comigo, queria falar comigo e eu irredutível falei que nunca mais queria saber nada a respeito dele.
Então ali eu tinha colocado uma pedra em cima desse assunto, vida que segue.
Dezembro de 2019
Karls é uma garota muito linda, mas em todos esses anos de amizade ela só se envolvia com os piores caras do Tinder, uma fase da vida dela que fazemos piada, mas que se você olhar atentamente, era bem triste.
Ela tinha o sonho de conhecer um cara bacana, compartilhar momentos, viver toda aquela fantasia de namoro, dormir abraçada, assistir anime, cantar músicas da Disney e cozinhar todos os pratos possíveis de todos os programas de culinária que existem no mundo.
Depois de anos, esse cara apareceu. Vamos chamá-lo de Darls.
Darls é um cara super carismático, que faz amizade por onde ele passa, falador, contador de piada, solicito, uma pessoa que todo mundo iria adorar ter como amigo.
JANEIRO 2020
Parecia que Darls sempre esteve nas nossas vidas, Akarls e eu o recebemos de braços abertos, pois víamos o quanto ele fazia Karls feliz.
Logo ele começou me pedir dicas e mais dicas de coisas que fariam a Karls feliz e nesses 5 anos de amizade eu era a pessoa que mais sabia de tudo o que a Karls gostava.
FEVEREIRO 2020
Eles oficializaram o namoro, (meio rápido, mas…), então ela entrou numa tour para conhecer todas os amigos dele, pois ele queria apresentar a namorada para as pessoas importantes na vida dele.
Darls mora a 35km de distância, num bairro distante, 2 horas de viagem no mínimo, mas ele sempre estava vindo passar mais tempo aqui.
MARÇO 2020
Pandemia chegou, isolamento social foi instaurado, pessoas em casa. Eu sou editor de vídeo, então estou trabalhando em casa desde que esse inferno começou. E quem acabou vindo para cá, também? Exatamente, Darls.
A companhia dele era agradável, e por vermos Karls feliz, nada objetamos, aceitamos naturalmente a estadia dele aqui. Mesmo que nunca tenhamos conversado isso entre nós, foi natural olharmos para a felicidade dela.
ABRIL 2020
Um mês de quarentena, eu sou uma pessoa ansiosa. Solteiro que passou da barreira dos 30, já havia sentenciado que não conheceria ninguém e morreria só, pois já estava sem esperança de conhecer alguém em um mundo sem um vírus mortal, imagina em um mundo onde estar perto 2 metros de alguém pode ser sua sentença de morte.
Eu comecei entrar numa crise terrível, comecei trabalhar demais, a fazer 12 horas de trabalho por dia e no meu tempo vago eu comecei a assistir todos os filmes e curtas gays já foram produzidos no mundo. E nisso, fiz a burrada de assistir um filme que superestimei por anos.
Brokeback Mountain.
'O que eu fiz da minha vida?'
Eu fiquei tão mal, mas tão mal, que naquela noite eu fui dormir chorando e os dias que se seguiram eu tive tanto remorso pelo final daquele filme, que certo dia eu comecei chorar na frente da Karls e do Darls enquanto a gente almoçava.
No final de abril, meu tio implorou que eu fosse na casa dele, pois estava tendo um problema entre minha mãe e minha irmã e ele estava preocupado da minha mãe acabar se metendo em um avião e vindo pra São Paulo no meio de uma pandemia. Fui, como se eu já não estivesse colapsando, ainda tinha que resolver o problema de outras pessoas.
Naquela semana, eu assisti um vídeo, tenho 80% de certeza que foi no LubaTV os outros 20% acho que foi no canal do Henry Bugalho, que falava sobre perdão, algo do tipo "se não perdoamos, do que adianta pedirmos desculpas" e eu já estava muito reflexivo.
De noite, eu estava no apartamento do meu tio, quando recebi uma notificação de que alguém tinha me seguido no Twitter.
Abri a notificação e vi que era o Lars me seguindo quase 6 meses depois. Ele não tinha twitter e tinha criado uma conta por causa da quarentena.
Minha primeira reação foi bloquear ele, mas aí bateu aquele turbilhão de coisas acumuladas nessa quarentena. O final de Brokeback Mountain, a fala sobre perdão e um detalhe sobre o Lars que pesou muito, ele tem diabetes, acho que é um tipo raro, ele desenvolveu super novo, ele toma dois tipos de insulina, ele é grupo do risco.
Sentei no sofá e me perguntei, 'o que ele queria depois de todos esses meses? Ele não entendeu o meu "Adeus"?'
Pois, bem. Fui até o Instagram, desbloqueei ele e mandei a seguinte mensagem:
"O que você quer?"
Ele levou uma meia hora pra me responder, o 'digitando…' parecia eterno.
Resumindo, ele falou que se importava muito comigo, que eu marquei a vida dele, que nunca quis se distanciar de mim, que jamais foi a intenção me magoar com o que quer que tenha acontecido e que nunca dei a oportunidade dele se explicar.
E eu respondi, que não importava o que ele tivesse para me dizer, não ia mudar a opinião que eu tinha sobre ele.
Ledo engano, meus caros.
Fui dormir às 4 da manhã, tirei tudo de dentro de mim, tudo o que eu inventei na minha cabeça. Porque no meu relacionamento anterior eu ouvi tantas mentiras, que acabei jurando que qualquer um iria mentir para mim, era o único referencial que eu tinha.
Só para que vocês saibam, era realmente um amigo, as fotos que ele tirou junto com o amigo no Beto Carrero, foram todas no celular do amigo a folga da Terça-feira, o chefe dele estava devendo uma folga para ele e como ele não iria poder tirar essa folga a mais do que as que estavam previstas para Dezembro, o chefe deu a folga pra ele na terça para que ele aproveitasse mais um dia de viagem. E sim, o ex dele ligou, ele ficou balançado, pois eles tinham tido uma história recém terminada, mas ele me contou, primeiro porque eu insisti, mas também porque ele não queria mentir pra mim, já que eu tinha todo esse problema com mentiras, então ele queria ser honesto comigo desde o início e que nunca foi a intenção dele voltar com o ex, tanto que ele não voltou, ele queria estar comigo, e que mesmo tendo passado todo aquele tempo ele nunca tinha me esquecido e não tinha desistido de mim.
Eu falei para ele que não sabia como reagir a tudo aquilo, disse que não sabia se seria capaz de confiar nele. E que ele não tivesse esperança, mas que eu iria refletir sobre tudo aquilo.
Então eu voltei pra casa e compartilhei a história com Karls e Darls.
Karls ficou meio com o pé atrás, mas Darls me apontou os erros que eu cometi, me fez enxergar o quanto eu tinha exagerado pelo medo e desconfiança que eu tinha, que não tinha nada a ver com Lars e minha ficha caiu.
Agora, tudo o que me restava era o meu orgulho, eu precisava passar por cima disso.
Voltei a conversar com Lars, aos poucos, foi difícil no início, mas ele foi muito tolerante, eu expliquei que não estava sendo fácil voltar a conversar com ele, mas que compreendi que muito daquela situação era culpa minha.
Ele começou a me mandar mensagens de manhã e a noite, de bom dia e boa noite e esporadicamente algum meme. Foram duas semanas conversando quando houve a necessidade da gente se ver. Eu não sabia como iria reagir.
Sim, ele viria aqui em casa no meio de uma quarentena, mas antes que cresça os julgamentos, moramos próximo um do outro, ele viria a pé, sem pegar nenhuma condução e num horário de pouco fluxo.
MAIO 2020
Então comuniquei que ele viria aqui em casa para Karls, Akarls e Darls. Aparentemente, achei que todos tinham recebido a notícia de bom grado.
Ele veio, a primeira coisa que ele fez foi ir para o banheiro tomar banho, com Covid não se brinca. Depois, sentamos e conversamos, e mais uma vez, eu falei tudo de novo, dessa vez olhando no olho, colocando tudo a limpo, uma conversa franca, contei de todas as impressões que eu tive de tudo o que aconteceu, como a narrativa se construiu na minha cabeça e porque agi da maneira que agi.
Em contra partida, ele disse que estava tudo bem, disse que ficou muito chateado, mas os amigos dele conversaram com ele dizendo que tinha um motivo para eu agir como eu tinha agido. Ele me falou que nunca me esqueceu e queria ter uma oportunidade de conversar comigo e esclarecer as coisas, pois sabia que tudo tinha sido um grande mal entendido. Ele falou que mandou várias mensagens para a Karls, mas não obteve resposta. E quando ele me mandou o convite no Twitter, ele disse que seria a sua última tentativa de se aproximar de mim, se não desse certo, ele mesmo desistiria de tudo.
Ele passou três dias aqui em casa, eu não me abri tanto com ele com relação a isso, mas eu senti muito remorso por como as coisas aconteceram por minha causa.
Outra coisa, lembra na mensagem, quando ele falou que tinha um presente para me dar e eu falei que não queria? Ele trouxe o presente, ele guardou o presente todo esse tempo e disse que toda vez que via o presente, ele lembrava de tudo o que a gente viveu e a coisa que ele mais queria era me dar esse presente, que ironicamente ele comprou na viagem para o Beto Carrero.
Era um funko do Harry Potter, já que eu amo muito Harry Potter. (Não, não sou transfóbico, eu amo Harry Potter desde 2000). http://imgur.com/gallery/cah0Ry7
Ele voltou pra casa dele. Continuamos a nos falar, reatar laços, ter essa troca.
Compartilhei minhas impressões com Karls e Darls, eu estava relutante, desacreditado. As pessoas subestimam relacionamentos abusivos, mas a gente carrega coisas por anos, os estragos são terríveis, estava eu provavelmente estragando uma oportunidade de ser feliz por medo de ser feliz.
As coisas foram devagar, estávamos conversando de nossas rotinas na quarentena, ele o quanto sentia falta do trabalho e não aguentava mais assistir séries e eu o quanto estava trabalhando e engordando, já que editor de vídeo trabalha em casa, praticamos isolamento social antes disso "estar na moda" (✌️ salve editores do canal, eu juro que tô escrevendo essa história que já passa de 4 mil palavras, pensando se realmente o Luba lerá essa história na Turma-Feira, fico imaginando no trabalhão que vocês vão ter pra editar, se eu puder pedir, posta a Timeline pra eu ver como ficou no final, curto muito timelines [Sim, pra quem não entende, isso é meio creep]).
JUNHO 2020
Lars voltou, veio para estar comigo no meu aniversário, inclusive ele me presenteou com Find Me do André Aciman, ele disse que queria me dar a muito tempo, pois em novembro do ano passado eu estava lendo Call me by your name e eu estava namorando pra comprar o livro quando fosse lançado, mas não deu nem tempo dele poder comprar na época.
No meu aniversário, resolvi cozinhar para comemorar, fazer escondidinho de frango. Eu estava de folga e queria fazer algo especial para Karls, Darls, Akarls e Lars. Eu passei a tarde e começo da noite cozinhando e Lars me ajudando.
Então, aconteceu o estopim de todo o caos.
Karls e Darls desceram e viram que o escondidinho não estava pronta ainda, ela fechou a cara e disse "Nossa, ainda não está pronto?". Depois eles fizeram um sanduíche e comeram e subiram, bastou aquilo pra me entristecer, até entendo que ela poderia estar com fome, mas ela bater porta de armário e a porta da geladeira acabou todo o meu ânimo, me senti super mal.
Comi aquele escondidinho triste, o clima na mesa estava tenso e na boa o que era pra ser uma comemoração no que eu acreditava ser entre família, foi a porcaria de um jantar de aniversário que eu perdi tempo fazendo.
Lars voltou pra casa dele, continuamos nos falando e estreitando os laços, aproveitando a companhia um do outro, e finalmente no meio de toda essa situação de merda que estamos vivendo no planeta, senti uma esperança de que talvez tudo daria certo, pelo menos uma vez.
Mais uma vez, ele veio passar o fim de semana aqui em casa, e foi divertido, assistimos filme, contamos piadas e o melhor, eu estava podendo dormir abraçado com ele, por a cabeça no travesseiro e não me sentir só.
JULHO 2020
O mês do caos, eu odeio Julho, por tantos motivos, sério. Eu tenho inúmeras histórias de desgraças nesse mês que PQP (Gif da Xuxa).
Lars me mandou mensagem dizendo que ele teve uma briga terrível com o sobrinho dele, na briga eles só faltaram sair na porrada, ele falou que estava mal por estar na casa da irmã dele e por toda essa indisposição com o sobrinho que tem 18 anos e é um completo folgado. Ele disse que iria procurar um lugar pra ficar, mas até lá, ele perguntou se poderia ficar aqui até encontrar esse lugar.
E como eu já fui colocado pra fora de casa pelo meu tio e me vi sozinho, eu sei o quanto é importante ter alguém pra estender uma mão amiga nessa hora.
Eu respondi que sim, mas que ia comunicar o Karls e o Akarls. Expliquei a situação Lars e eles falaram que tudo bem.
A Karls começou a fazer um freela permanente em um grande estúdio aqui de SP, então ela já não estava ficando em casa e quando estava, ficava a maior parte do tempo com o Darls, que ficou aqui em casa, mesmo ela trabalhando regularmente, já que as coisas estão flexibilizadas por aqui.
A princípio, Lars ficaria aqui até dia 10, ele tinha acertado de ir morar com um pessoal que ele achou num grupo do Facebook, mas o lugar onde esse pessoal ia morar não deu certo, pelo o que ele me contou, foi lance com a Porto Seguro, ele ficou decepcionado, porque os meninos eram legais. Então, ele voltou para a busca de encontrar um lugar pra ficar, eu inocente disse que ele poderia ficar o tempo que precisasse.
Interiormente, eu queria me redimir por toda a injustiça que foi o nosso início, queria fazer certo dessa vez, pois ele estava sendo bom pra mim e eu nunca tinha tido isso, esse convívio.
Enquanto ele estava aqui, comecei a ter companhia para o almoço, passei a comer direito, já que ele é obrigado a comer certo por causa da diabetes, eu estava até me alimentando nos horários certos. As noites assistíamos séries abraçados, até a hora de dormir. Parecia um oasis no meio de todo esse inferno que estamos vivendo, por um único instante eu esqueci de tudo de ruim.
Nesse período, ele estava procurando vários quartos, mas só encontrava cativeiros sendo alugados por mercenários.
Conforme o mês ia passando, Karls estava bem estressada com tudo e quando estava todo mundo na cozinha, ela parecia evitar querer falar com ele. No início, eu pensei que fosse TPM ou alguma coisa em particular dela com Darls.
Mas eu tive certeza que era alguma coisa com o Lars, no dia que estávamos jantando e ela veio informar que o botijão de gás tinha acabado e ela tinha comprado um novo, mas ela insinuou que estávamos cozinhando demais. Eu fiquei, sem reação, pois não esperava por aquilo, como eu falei, ela e o Darls estavam fazendo todas as receitas que existiam na internet, como que o Lars 10 dia aqui era a causa do botijão ter acabado?
Então aquilo começou a ficar espinhoso e o meu erro foi não ter confrontado. Eu comecei a me sentir acuado com o Lars e não sabia o que fazer, ele já estava numa puta situação frágil por ter saído da casa da irmã por indisposição com o sobrinho e a coisa que eu mais queria era que ele se sentisse confortável na minha própria casa.
No meio de tudo isso, ele voltou a trabalhar e eu passei a acordar cedo junto com ele, pra tomar café e abrir o portão pra ele poder sair, num desses dias, eu levantei e fui no banheiro e enquanto eu usava, a Karls bateu na porta perguntando quem é que estava lá dentro de uma maneira meio ríspida, no caso era eu, mas o Lars viu a situação toda, ele não me falou, mas eu reparei que ele parou de tomar banho de manhã antes do trabalho. Dizia ele que o banho da noite era suficiente.
Depois, ele parou de tomar café da manhã, disse que tomaria café na cafeteria que ele trabalha.
A próxima coisa que aconteceu foi um dia que eu estava na cozinha e fui informado que Karls e Akarls decidiram que não iríamos mais fazer as compras de mercado juntos. E que só manteríamos os produtos de limpeza e higiene e que o resto era cada um por si.
Confesso, que na hora não compreendi o que estava acontecendo, eu estava muito desligado, na verdade não acreditava que os meus amigos estavam me excluindo por causa do Lars, eu estava sendo ingênuo, pois não imaginaria que aquilo estava acontecendo.
No meio desse caos todo, Lars, virou pra mim e disse que a irmã dele pediu que ele fosse na casa dela. Então ele iria direto do trabalho e dormiria lá no sábado para o domingo, já que estaria de folga e voltaria pra cá no domingo a noite.
Só que ele não voltou, ele disse que a irmã dele pediu para que ele dormisse lá mais uma noite. Pensei, okay, ele vem então amanhã direto do trabalho pra cá, mas aí ele não veio na segunda, foi quando o peso de tudo bateu.
A essa altura eu já estava angustiado com tudo aquilo e direcionei minha frustração para o lado errado, em vez de confrontar quem estava causando toda essa situação insatistória, eu cobrei dele, porque ele não estava aqui. Perguntei, porque ele não queria estar mais aqui. Ele falou que queria. Então, eu perguntei porque o domingo, virou segunda e agora a segunda virou terça? Ele hesitou, aí eu perguntei se era por causa da Karls e ele disse que só não queria incomodar ninguém.
Eu fiquei mal, por ele se sentir mais incomodado na minha casa do que na casa da irmã dele com o sobrinho folgado que estava fazendo da vida dele um inferno.
Fiquei desapontado, ele veio na quarta, conversei com ele, disse que iria conversar com a Karls sobre toda essa situação. Mas já era tarde.
Era a última semana de Julho, e antes mesmo que eu pudesse conversar com a Karls, Akarls chegou dizendo que não dava mais para dividirmos a conta de água como estávamos fazendo, por 3, teríamos que dividir por 5, já que a conta ficou mais cara.
Na sexta-feira daquela semana, Lars encontrou um quarto numa casa que ele meio que alugou as pressas e ele se mudaria na primeira segunda de agosto. Quando eu pude confrontar Karls, no sábado, sobre tudo aquilo, já era tarde. Falei que fiquei chateado deles quererem repartir a conta da casa por 5 com o Lars pelo mês que ele passou aqui, mas isso nunca foi nem cogitado nos 5 meses do Darls aqui. Falei que fiquei decepcionado por ela não ser capaz de enxergar a minha felicidade. Por não ser capaz de ver o quanto eu estava feliz, como eu enxerguei a felicidade dela com o Darls e o recebemos de bom grado dentro de casa por causa da felicidade dela. Disse que foi muito cômodo pra ela ter alguém pra poder dormir junto, assistir coisas juntos, ter os momentos a dois e quando eu pude ter o mesmo, ela não olhou para mim com os mesmos olhos.
Enfim, Lars se mudou, tomei esse tempo que poderia estar assistindo uma série com ele para escrever tudo isso. Angustiado e decepcionado. Darls não tem culpa de nada do que está acontecendo, mas agora acho completamente injusto ele estar aqui e o Lars não estar, não sei o que fazer, minha vontade é de falar, "acabou a quarentena para os dois, pode voltar para sua casa". Me sinto injustiçado e triste por alguém que eu amo tanto, não ter sido capaz de enxergar que eu estava feliz. É isso, estou esperando a próxima sessão da minha terapia e Karls e Darls estão lá no quarto dela e eu estou só.
E para finalizar, essa foi minha conversa agora a pouco com o Lars.
Lars https://imgur.com/gallery/PRrxEI6
submitted by denesfernando to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.04 04:44 DocDepamine Meu melhor amigo começou a namorar e outro tá apaixonado

9 anos de amizade e ele transformou uma amizade lá de 2017 num namoro faz quase um mês, outro tá de flerte pra lá e pra cá com uma mina que conhece há anos, uma mudança bem grande pra quem tá solteiro desde o começo da vida. Como qualquer bom amigo, eu tô feliz demais pelos doido e não desejo nada além de que sejam as mulheres das vidas deles. Mas caralho, o cara solteiro sente aquele aperto né?
Amo os dois demais e posso ficar dia em cima de dia conversando com eles que não chego nem perto de enjoar, mas eu fico pensando: será que isso vai afetar muito nossa amizade? Que afetar, óbvio que vai, mas será que vai ser de um jeito agressivo, será que vai ser de boa ou será que nem vai parecer que mudou? É um bagulho que martela um pouco antes do cara ir dormir, principalmente depois de ouvir do meu primo que o melhor amigo dele mudou da água pro vinho desde que começou a namorar. Conheço a namorada e a paixonite dos caras e são super gente boa, mas ainda fica essa batida no cantinho da mente.
E também bate aquela carência, né? Eu não tô apaixonado em ninguém, tô de olho em ninguém, (obviamente) namorando ninguém, mas é foda ver todo mundo se amando e sendo amado enquanto nem pretendentes se tem, tirando a intensificação desse sentimento por vários por cento graças à quarentena. Falei com um amigo pegador e ele me falou de só começar a conversar com qualquer uma e tal, mas acho esse bagulho ideia errada e não sou nada fã dessas relações de duas semanas, que se for pra ser alguma coisa que seja uma coisa que pelo menos um futuro eu possa ver.
O negócio que eu mais ouço quando falo sobre estar solteiro é auto-suficiência e se você ia comentar isso, valeu pela preocupação mas nesse quesito eu tô de boa. Eu me acho um cara bem de boa, gosto do cara que eu sou e já me acostumei com essa solteirice crônica faz tempo, mas era (bem) mais fácil quando os amigos também tinham. Agora tem aquela mini ansiedade prejudicial, aquele sentimento de ter ficado pra trás amarrando o cadarço enquanto o pessoal foi andando, aquela coisa de "rapaz, será que eu só não bati santo com ninguém ou tô só de cu doce mesmo?"
Ao mais, tô bem de resto e quero só felicidade pros meus casinhas, mas pra mim também que todo mundo tem que ser meio egoísta ás vezes.
submitted by DocDepamine to desabafos [link] [comments]


2020.07.30 20:23 Jaozim_capixaba_VV Frustração sexual e puritanismo. A má influência da igreja e como ela tem afetado a vida sexual de jovens da sociedade

Edit: aproveito para deixar 2 subs sobre o tema:
exchristian e exReformed (em inglês)

Vou falar sobre meu passado religioso e como isso afetou minha vida sexual.
Exemplos deste puratinismo pode ser visto em blogs como https://naomordamaca.com/ que foi um dos principais sites que eu seguia na adolescencia para buscar a abstinência sexual e me reservar para "a minha escolhida".

As frustrações sexuais são sintomas e não uma causa.
Estes sintomas, incluem a falta de atenção afetiva, de poder se abrir e ser falar com honestidade os seus sentimentos para outra pessoa, de se sentir desejado/a de ter contato físico, carícias e até sexo.
Pode ser que existam diversas causas que levem as pessoas a se isolarem deste tipo de intimidade. Se trancando em suas conhas e criando assim a frustração.
Vou citar um exemplo que destas causas que perdurou por quase toda a minha via (tenho 28 anos)
Para mim, a causa foi ter sido criado em um lar extremamente religioso que moldou minha visão de que sexo (fora do casamento) é pecado, sujo e imundo. Além disso sofri anos de abuso emocional por parte dos meus pais (e ainda sofro com isso).
Uma vez que alguém se encontra em uma situação dessas, é difícil arranjar uma solução fácil. Tem gente que vai pras drogas e sexo/vida loka, mas que acaba sofrendo por que, pra falar a verdade, sexo não é tudo. o que a pessoa buscava era uma alguém que a aceitasse por completo.
Outras pessoas, como eu, passam a se reclusar e a lutar fortemente contra estes instintos sexuais e a negar a própria vontade.
É tipo como você se obrigasse a fazer um jejum intermitente. Exemplo: "comer apenas uma refeição por dia por 5 anos seguidos".
Certamente será danoso para o corpo, vc vai ficar fraco, zonzo, ter anemia, pior desempenho e tudo mais.
Exceto pelos religiosos mais "birutas" (desculpe se ofendi) ninguém vai ficar 5 anos fazendo este tipo de jejum.
Então, voltando ao meu caso (que certamente é compartilhado por algumas pessoas com frustração sexual):
Ao ser criado neste ensino religioso Eu aprendi que:
Isto sem falar nas outras áreas da vida (mas este post já tá gigante)
Observando estes pontos, qualquer um consegue entender por que eu nunca namorei e nunca fiz sexo.
Esta vontade não era minha. eu tinha desejo de buscar felicidade ao lado de uma mulher.
Esta vontade foi imposta a mim (e vários outros jovens da minha igreja. Muitos, ainda virgens e com a minha idade).
Foi inculcada na minha cabeça. Foi uma lavagem cerebral. Também foi defendida por minha mãe.
Logo, eu, com 16 anos, tinha medo de namorar e correr o risco de levar esporro de meus pais. Eu não tinha coragem de levar uma garota pra minha casa. Na verdade, eu raramente levava amigos pra minha casa (mas aí é por causa de outros problemas).
Nestes ultimos 4 anos, eu comecei a mudar
Primeiro, eu fui perdendo a fé nas coisas da igreja de pouco a pouco.
Por incrível que pareça, o motivo não era as coisas que escrevi acima. Eu perdi a fé justamente por ler a bíblia, orar e por ir nas atividades da igreja.
Com a gradativa perda da minha fé. de pouco a pouco, fui reavaliando minhas "filosofias de vida" e todos os conceitos que eu tinha. mutos desses novos conceitos eu adquiri por mídias (livros, tv, algumas músicas) e graças a algumas comunidades no reddit.
Um dos conceitos passados que eu perdi, foi essa "pureza sexual"
Teve várias influencias para isso, mas o anime Dororo (2019) tem uma cena realmente chocante e que me fez realizarr o quão estúpido é isso de dizer que uma mulher que teve vida sexual ativa é nojenta e impura. (mas vou evitar os spoilers)
Presente:
Neste ano, entrei em um grupo do Discord que tinha acabado de ser criado. Grupo pequeno. razoavelmente fechado e certamente seguro (ou seja, tolerancia zero contra trolls)Neste grupo, a galera conversava sobre o tema principal, mas também tinha canais para publicar fotos/selfies em geral.
Decidi publicar uma selfie lá.
Passado uns dias, uma garota de lá disse:"Achei seu cabelo lindo! seria muito estranho se eu dissesse que quero passar a mão nele?"
Aí com mais um tempo de conversa, a gente começou a namorar.
É namoro a distância? é!
Pode ser que dê em nada? Sim! (Foda-se!)
Mas depois de todos estes anos me repreendendo, tentando fugir da realidade. Todos estes anos fugindo dos meus desejos...Eu finalmente estou namorando, me abrindo com uma garota, e vendo ela se abrir comigo (no sentido emocional).
Sinceramente. Estou feliz! Me sinto motivado!Quero mudar pra onde ela mora!
(Na verdade eu já planejava mudar pra lá, Mas agora estou bem mais motivado)
submitted by Jaozim_capixaba_VV to desabafos [link] [comments]


2020.07.28 09:24 ihmsitoo (Não) desisto

Passei o meu dia namorando a desistência,
Provocando esse meu vício
De jogar do precipício
Todos os meus planos,
Minha saúde, meus anos.
Pra fingir que eu não existo,
E suprir essa carência,
Basta eu dizer que desisto.
Como é triste ser tão fácil perder (a abstinência).
submitted by ihmsitoo to rapidinhapoetica [link] [comments]


2020.07.27 13:34 Creatiba Estou cansada desse sentimento e dessa confusão

Gosto de uma menina do trabalho, mas eu acho que é tudo carência e enganação do meu cérebro porque me apaixono muito fácil pelas pessoas. Por exemplo, essa menina é lésbica, gosta de drogas, bebe, tem um jeito que eu nunca me atraí. Eu devo ser homossexual... Não curto bebidas, drogas, nada. Prefiro moças discretas, educadas, femininas e estudiosas. Só que agora estou interessada justo nesta pessoa.
Não para por aí, eu não poderei dizer que gosto dela porque sou tímida e vergonhosa, sou feia e sei que não sou do tipo que ela gosta e, pra acabar de vez, acho que ela está namorando.
Quando eu ouvi dizer desse possível namoro fiquei triste, como se tivesse passado uma neblina escura. Fiquei magoada e me fechei. Ao mesmo tempo eu não quero ter nada com ela. Não quero namorar ninguém, muito menos mulher.
Estou confusa. É um querer e um não querer, sabe?
Já sonhei com ela... Na verdade com o trabalho com um todo, penso muito nela, enfim: obsessão.
Queria esquecer esse sentimento e evitar de ver ela pra parar com isso. Não posso pedir demissão neste momento. E eu sei que quando eu me apaixono eu fico doida (sou borderline).
Ando muito confusa e meu cérebro não para de pensar!
submitted by Creatiba to arco_iris [link] [comments]


2020.07.27 13:31 missionAd8 Estou cansada desse sentimento e confusão

Gosto de uma menina do trabalho, mas eu acho que é tudo carência e enganação do meu cérebro porque me apaixono muito fácil pelas pessoas. Por exemplo, essa menina é lésbica, gosta de drogas, bebe, tem um jeito que eu nunca me atraí. Eu devo ser homossexual... Não curto bebidas, drogas, nada. Prefiro moças discretas, educadas, femininas e estudiosas. Só que agora estou interessada justo nesta pessoa.
Não para por aí, eu não poderei dizer que gosto dela porque sou tímida e vergonhosa, sou feia e sei que não sou do tipo que ela gosta e, pra acabar de vez, acho que ela está namorando.
Quando eu ouvi dizer desse possível namoro fiquei triste, como se tivesse passado uma neblina escura. Fiquei magoada e me fechei. Ao mesmo tempo eu não quero ter nada com ela. Não quero namorar ninguém, muito menos mulher.
Estou confusa. É um querer e um não querer, sabe?
Já sonhei com ela... Na verdade com o trabalho com um todo, penso muito nela, enfim: obsessão.
Queria esquecer esse sentimento e evitar de ver ela pra parar com isso. Não posso pedir demissão neste momento. E eu sei que quando eu me apaixono eu fico doida (sou borderline).
Ando muito confusa e meu cérebro não para de pensar!
submitted by missionAd8 to desabafos [link] [comments]


2020.07.27 02:47 madudaramos um desabafo

eu nunca estive tão perdida na minha vida, com essa quarentena, ficar tanto tempo longe de meus amigos e namorado, sem responsabilidades como estudo ou trabalho, me deixou numa situação que eu cada vez mais fiquei a merce de mim mesma e meus complexos/problemas/malresolvimentos e eu não consegui mais fugir de mim mesma.
desde muito nova eu sinto atração sexual por mulheres, e eu achava que esse era o ""normal"", quando eu criança queria pesquisar "pornografia" e digitava no google imagens "mulheres gostosas", eu achava que isso era ""normal"", por mais que desde sempre fui ensinada assim como todas as pessoas que, como menina, eu tinha que gostar de meninos, namorar meninos e me apaixonar por meninos, e, normalmente, eu tinha minhas paquerinhas na escola, todos meninos.
até que um dia, assistindo um desses desenhos tipo family guy, eu reparei que a personagem tinha falado que tinha se exitado com um homem musculoso, e eu me indaguei se eu tinha que me sentir assim, completamente confusa, porque eu achava se só sentia atração por mulheres.
com o passar dos anos eu fui crescendo e aprendendo que o "normal" era as meninas se exitarem com homens, minhas amigas e primas me mostravam homens sem camisa e eu só ia na onda, eu só queria ser normal. eu não entendia pq eu era errada, mas nunca me preocupei muito com isso.
eu tive experiencias que todas mulheres heterosexuais tiveram, tive meu primeiro beijo, meus primeiros namoros, minhas primeiras experiencias sexuais, minhas primeiras paixões: todas com meninos. mas quanto mais eu amadurecia e mais o tempo passava aquele "segredinho" ia me consumindo e ficava cada vez mais dificil de fugir.
em 2017, com 16 anos, eu perdi minha virgindade com meu namorado na época, foi meu primeiro namoro sério. a ideia de ser bissexual tava muito real na minha cabeça e quando terminamos, em meados de 2018, eu contei pra um dos meus amigos próximos que eu tava questionando minha sexualidade e queria que ele desenrolasse alguma menina pra mim, mas mais ou menos um mes depois do término, eu me relacionei com meu melhor amigo, que eu sempre tive sentimentos, e eu tava completamente apaixonada, e por acaso, ainda estou, estamos namorando desde maio de 2018, completamos 2 anos recentemente e eu o amo muito, mas aí que vem o problema.
desde o um pouco antes da quarentena minha sexualidade voltou a ser uma tópico na minha cabeça que tava me enlouquecendo, eu tava/to apaixonada por ele, e por mais que eu sinta sim atração por ele, não é nada comparado ao que eu sinto quando fantasio por mulheres, eu acho que ao longo dos anos eu aprendi a amar homens, a deseja-los e tudo isso, mas no momento que eu to mais vulnerável, não é no sexo masculino que eu penso, e isso me corroe, porque eu não sei me imagino sem ele ao meu lado mas ao mesmo tempo a ideia de nunca me relacionar com uma mulher me deixa maluca, eu não tenho coragem de contar pros meus amigos porque eu tenho medo que tudo mude, e eu também tenho medo de num futuro que eu me apaixone por uma mulher eu tenha que me abrir pros meus pais e por mais liberais que eles pareçam, eu cresci minha vida toda ouvindo eles ridicularizarem lésbicas e gays com piadinhas e comentarios esteriotipados, eu tenho muito medo de que tudo mude, de que eu perca meu melhor amigo, eu tenho tanto tanto tanto medo de tudo .
talvez viver uma vida hetero seja mais fácil.
submitted by madudaramos to desabafos [link] [comments]


2020.07.13 19:33 1gabrielgp Estou caindo em pedaços de tanta tristeza

Bom pra começa, eu conheci uma garota e começamos a ficar sério, até o exato momento n estamos namorando, mas ja planejamos nosso futuro inteiro e tudo mais...
porém três dias atrás ela começou a ficar muito estranha comigo, ela n me respondia direito, só me chamava pra joga LITERALMENTE só jogavamos e eu nem gosto de jogar fazia isso por ela, parou de fala eu te amo nem se quer ela da o mesmo carinho de antes, parece q estou perdendo ela.
Acabamos de brigar e o motivo foi porq fui questionar ela das atitudes dela, e ela ficou toda revoltada falando q eu tenho atitude infantil só porq é muito fácil me deixar triste, me chamou de machista indiretamente e é a 3 vez q ela me chama de machista a primeira foi porq estavamos falando de relacionamento anteriores(eu particularmente n gosto de fala disso) ai ela falou uma coisa q n gostei q era tipo assim vc senta d frente pra pessoa e começa a beija sabe ai eu falei ta bom eu n quero sabe e fiquei triste ai ela me chamou de machista só porq fiquei triste a da segunda vez n me lembro
e ainda por cima eu tinha falado q nosso relacionamento estava muito estranho e ela falou "q relacionamento? N temos nd, lembra esperar" cara isso me destituiu de uma forma estou aq morto por dentro
E o pior é q eu amo muito ela n quero perde-la
submitted by 1gabrielgp to desabafos [link] [comments]


2020.06.29 13:27 Bibitas Sou babaca por estar apaixonada pelo mesmo cara ha 5 anos e ter-lhe dado 4 foras?

Oi Lubisco, turma, papelões, editores e possível convidado (se for o Jean ele não tem oi)
Prefiro que não divulgue o meu nome por isso pode chamar-me de de qualquer nome que queira (carls provavelmente)
a minha história é a seguinte (se prepara porque são 5 anos de historia)
estava eu na sétima série quando um garoto novo entra na minha turma e eu já o conhecia deste a terceira série (ele estava na quarta nessa altura) e nessa época ele fazia bullying comigo devido ao meu peso, entre tanto, quando ele entrou para a minha turma por ter reprovado o ano eu nem olhava para a cara dele mas ele estava sempre tentando falar comigo super educado e “fofo” mas eu sempre dava respostas curtas, ele também estava sempre a querer fazer parte do meu grupo de trabalho mas eu nunca deixava. Com o passar do tempo eu fui falando com ele e percebi que ele já não era o mesmo babaca da 4ª serie (pensava eu) então quando dei por mim estava toda boba atrás dele. Cheguei a declarar-me para ele num dos intervalos mas ele disse que ja sabia e eu fugi dele kkk, ele me convidou para sair (acabamos por nao ir) e como sentava atrás de mim nas aulas estava sempre a mexer no meu cabelo e eu amava isso.
Um dia eu ia sair com umas amigas minhas (entre elas a irmã dele) e estávamos a almoçar na escola a falar sobre a nossa ida ao cinema quando ele se meteu no meio da conversa e deu a entender que queria ir tmb e eu perguntei se ele queria mas ele disse que não, MAS quando estávamos todas a sair de minha casa para a minha mãe nos levar para o cinema a mãe dele ligou para a minha e pediu para ele ir no cinema e LÓGICO que eu fiquei boba da vida e disse que sim então assim foi... ele ficou do meu lado do cinema e me deu a mão e tal, encostamos as cabeças, nada de mt 😏😏 mas foi muito fofo. Quando voltamos para casa depois do cinema (o filme foi resident evil caso esteja curioso) ele jantou comigo e com minhas amigas e mais uma vez a mãe dele ligou para perguntar se ele e a irmão podiam dormir em minha casa pois ela tinha q ir fazer sei la o q e não podia “tomar conta deles”. eu montei um colchão para eles dormirem ao lado da minha cama e quando eu fui dormir o meu braço estava pendurado e ele me deu a mão. Na manhã seguinte ele me acordou as 7 horas da manhã e pediu para se deitar cmg e ficamos falando de coisas aleatórias abarçados até que ele me pergunta se pode beijar-me e assim nos beijamos e ele passou o dia todo comigo e me beijou varias vezes. MAS na segunda feira (isto se passou num sábado) ele começou a namorar com uma das minhas melhores amigas (não tinha ido no cinema) e espalhou pela escola toda q eu era uma garota super fácil e que só queria sexo comigo. Um ano Se passou e ele tinha mudado de escola e nos fomos mantendo contacto e ele e minha (ex) amiga terminaram porque ele não a suportava (palavras dele) e ele estava sempre a dar em cima de mim. eu já não me lembro de tudo mas o que precisa saber é durante estes 5 anos ele teve umas 7 namoradas (se calhar exagerei um pouco kkk) e ele terminou com umas 2/3 para ficar comigo (alturas diferentes) e eu sempre dizia que não. Uma das vezes nos fomos a uns concertos gratuitos ao ar livre e ele foi comigo e mais uns amigos nossos mas quando ele me pediu para ter apenas uma amizade colorida comigo e quando encontrasse-mos alguém parávamos e caso não desse certo para esse alguém voltávamos e eu disse que não queria, que ou era a serio ou não era nada, não ia ser tapa-buracos de alguém. ele esteve super fofo cmg a noite toda mas quando eu disse não ele parou de me falar. Mais algumas vezes estas coisas se passaram e eu dizia que ainda gostava dele e ele dizia que ainda gostava de mim mas quando íamos ter algo serio mesmo eu sempre dizia q não a ultima da hora. O anos passado ele meio que ”invadiu” o meu jantar de turma porque eu tinha ficado chateada porque a minha nova melhor amiga estava dando em cima dele (ela sabia que eu amo ele). Agora estou no 2º ano do secundário, ainda o amo mas ele namora e desta vez parece ser mesmo serio. Nós somos super amigos e como temos ambos insónia ficamos falando ate as 5/6 da manhã todos o dia, eu posso confiar nele para tudo, ele sabe TUDO sobre mim menos que eu ainda o amo, mas não consigo confiar nele para namorar. Eu tenho medo q ele um dia arranje outro alguém tipo eu q vai dando em cima enquanto namora e depois acabe comigo para ficar com a garota. Eu me sinto super mal por todas as garotas que ele terminou por ”minha causa” (Nunca lhe disse nem dei a entender para ele o fazer). Recentemente ele me “convidou” para ser madrinha do cachorro que ele e a namorada dele vão ter quando casarem no futuro. Eu fiquei bem mal mas n demonstrei.
Sinto que desperdicei as minhas oportunidades... mas eu apesar de o amar não consigo confiar nele...
sou babaca por lhe ter dado foras se ainda o amo e por ter de certa forma “dado em cima dele” com ele namorando e depois recusar ficar com ele?
Independentemente da resposta alguém me diga o que fazer pfv.
(resumi muito mesmo, mas o importante está aqui)
Nota que talvez tenha relevância: ele foi o meu primeiro beijo e continua sendo o único.
beijos <30
submitted by Bibitas to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.24 22:48 whote__ historia nada a ver mas precisava desabafar pq sinto que vou EXPLODIR

Não sei bem por onde começar, mas bem... Oi turma :) Prefiro deixar meu nome em off, queria contar uma historia que aconteceu/vem acontecendo há um tempo e eu sinto que vou sufocar se não conseguir falar isso pra alguem... Eu comecei a namorar um colega de faculdade no começo de 2019, ele tinha uma fama de sempre ser escroto com garotas, de ficar falando mal pelas costas, achei que fosse mentira, até pq na faculdade eu também tinha fama de piranha, mesmo sem ser (só havia ficado com duas pessoas da universidade inteira durante os 3 anos que cursei, larguei logo em seguida o curso). Enfim, mesmo se ele fosse essas coisas, achei que poderia mudá-lo... Bom, no começo era incrível, a gente se divertia muito, nosso ciclo social era o mesmo, então era muito mais fácil. A gente costumava ir muito pra barzinhos, bebia muito, mas eu nunca quis fazer nada a mais com ele, nunca me senti confortavel pra fazer coisas com ninguem e também nunca sequer senti vontade. Até ai tudo ok, até que um dia eu tava muito bebada e pedi pra ele me levar pra casa, encostei a cabeça no vidro do carro e fui dormindo no caminho, quando acordei ele tava me levando pra um motel, e eu entrei em panico e simplesmente desci do carro e sai andando sozinha na rua, de madrugada, até encontrar um posto de gasolina e então pedi um uber de lá. Depois desse dia eu decidi terminar, mesmo gostando muito dele. Passou um tempo, eu tava num role com uns amigos, ai acabaram soltando que ele tava ficando sério com uma menina (que se dizia muito minha amiga), e não faziam nem duas semanas que a gente tinha terminado, e eu no auge do alcool e da minha falta de noção, liguei pra ele, falei que tava com muita raiva, que amava ele, e tudo ele respondendo que se sentia do mesmo jeito, que queria ficar comigo mas não ia terminar com a carls só pq eu tava pedindo pra voltar. Enfim, mesmo com todo esse drama, ele continuou com ela, mas toda noite me ligava, falando que me amava e um monte de coisa linda, tal dia eu resolvi confrontar a menina, pq ela era minha amiga ne? Ela falou que não quis me dizer nada pq não queria me magoar, que ela tava apaixonada por ele e que sim, eles iam acabar namorando. Até que na vespera do meu aniversario, fui num evento na faculdade, que eu ja tinha largado nessa época, e como eram os melhores amigos que tinham organizado, eu fui pra dar meu apoio (e pra beber de graça também ne kkkk). Ele tava lá, e a menina não, acabou que o evento terminou umas 22h e eu disse que queria virar meu aniversário junto com a galera, dai a gente foi pra um barzinho e ficou por lá até meia noite, dai quando a gente tava indo pra cara, ELE insistiu com o pessoal pra deixar eu e meu melhor amigo em casa (pq a gente mora muito perto) dai ele deixou meu amigo em casa primeiro, e eu tava extremamente alterada, dai na hora que ele parou na porta da minha casa ele me beijou, e eu trouxa apaixonadinha deixei, mas ele ainda tava com a garota. Ok né, depois desse dia a gente voltou, só que as coisas ficaram meio estranhas, ele insistia pra me buscar na faculdade todo dia (eu tinha começado outro curso, a aula acabava 23h e ele morava do outro lado da cidade), ele ficava com raiva se eu não respondesse ele no whatsapp quando eu tava no trabalho, ou ficava puto pq quando eu chegava em casa e dormia, e ainda ficava entrando no assunto de sexo constantemente, e eu nao queria, sinceramente nao queria. Minha rotina era extremamente puxada, eu tava treinando pra um campeonato nacional (sou atleta de mma), entao de 7h até umas 10h~11h eu treinava, corria pra entrar no trabalho 12h e saia 19h e depois corria pra faculdade pra entrar 19h e sair 21h, então muitas vezes eu nao queria sair no fim de semana, eu so queria descansar, e ele tinha muita raiva disso. Até que no começo desse ano, bem no começo de janeiro, eu decidi terminar, pq nao tava conseguindo priorizar ele da maneira que ele queria, mas ai começou o problema, primeiro que quando eu falei que queria terminar ele soltou um "eu devia ter escutado meus amigos e nao ter namorado uma puta como voce", e detalhe que ele sempre ficava trazendo coisas do meu passado como se fossem muito erradas, tipo eu ter ficado com pessoas (????) como se fosse super errado... No dia que terminei, ele passou a noite inteira com o carro estacionado na frente da minha casa, e no outro dia e no outro... Começou a aparecer no meu trabalho, no estacionamento da minha faculdade, e foi ai que minha sindrome do panico voltou a atacar, comecei a ter crise de ansiedade, ataque de panico so de ver carro igual ao dele na rua. Então chegou ao ponto que eu não conseguia mais sair de casa, só consegui sair lá pro final de março, depois dos meus amigos insistirem muito, então a gente foi, curtiu uma noite muito daora, foi super divertido, uma dia perfeito. Mas como nada pode ser perfeito, quando a gente tava do lado de fora do barzinho decidindo qual ia ser a rota do uber, ele apareceu la do nada, ninguem tinha falado, ninguem tinha postado nada, eu implorei pros meus amigos nao falarem pra ninguem onde a gente ia estar, mas lá tava ele, sozinho no lugar que a gente tava. Eu comecei a passar mal, e pedindo pra ele ir embora, e ele dizendo que queria conversar comigo e que me deixava em casa, depois dele insistir muito e de contraria todos meus amigos eu aceitei ir com ele pra ver o que ele tinha pra falar, foi a pior ideia da minha vida. Então a gente tava no carro e ele começou a falar como eu tinha sido ingrata, como eu tinha sido uma namorada ruim e eu tava tão focada na conversa que não percebi que de novo ele tinha me arrastado pra um motel, e começou a insistir pra eu entrar com ele pq ele queria so terminar de conversar, e a gente nunca tinha como, e então eu nao aceitei, eu tava com medo, queria ir pra casa, meu celular tava descarregado, e ele começou a insistir que eu subisse, e eu nao queria, até que consegui me soltar dele e, posso estar louca mas posso jurar que ele me empurrou da escada, mas foi meu jeito de fugir e sai correndo até chegar na recepção e pedi pro cara chamar um uber pra mim, meu braço tava doendo muito. Consegui sair de la, cheguei em casa chorando mas não podia contar o que tinha acontecido/o que vinha acontecendo pros meus pais pq eles são muito crentes e iam acabar me culpando por tudo, então inventei uma historia qualquer pra minha mãe pq ela ja tava com muita raiva de mim por estar chegando 4h da manha em casa, então tomei um banho e fui dormir, e com meu braço doendo muito. No outro dia meu braço tava super inchado, minha caixa de mensagem lotada de mensagens dele me xingando. Fui no hospital bater um raio x do braço, descobri que tinha quebrado, acabei perdendo o campeonato que eu tanto treinei pra participar e ficou por isso. Logo em seguida perdi meu emprego por conta da quarentena, tenho zero ideias de como vou pagar minha faculdade proximo semestre, e até hoje recebo constantemente mensagens dele me xingando e no outro dia pedindo desculpas pq ele me ama... Isso consome minha cabeça 24/7, penso nisso o tempo todo, tenho pesadelos todas as noites, então so durmo a base de remedio, e nunca pude contar nada pra minha familia pq eu que estaria errada nisso tudo. Peço desculpas a quem leu até aqui, eu literalmente so precisava desabafar...
submitted by whote__ to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.22 19:31 anthonystark42 SOU BABACA POR NÃO REATAR COM MINHA EX APÓS SABER QUE ELA FOI ESTUPRADA?

Olá lubixco, turma, gatos, editores escravos, terraplanistas (eles precisam de atenção), e etc.
Essa história aconteceu no começo deste ano, porém, vou resumir rapidamente coisas que aconteceram a 4... 5 anos atrás para que vocês possam se localizar.
Contexto: em 2015, eu estava no segundo ano do ensino médio (eu tinha 16 anos), e conheci uma garota (vamos chamar de Carls) eu vi ela pela primeira vez no colégio, (ela era do sexto ano, tinha 14 anos) muito bonita e tal, e após alguns dias ela se mudou para a mesma rua que moro. Íamos e voltava-mos de o ônibus para casa, e no ponto mais próximo de nossa rua, ainda tinha-mos que caminhar cerca de 1Km até em casa, e nesse trajeto a gente foi se conhecendo aos poucos durante o tempo e criando afeto de amigos.
Em 2016, entrei para o terceirão, ela foi para o sétimo ano, e lá estávamos nos, todo dia cedinho indo para aula e voltando pra casa juntos, e eu comecei a gostar dela, obviamente não correspondido, ela ficava com alguns garotos da escola mas eu só ignorava, até porque eramos só amigos na visão dela. Ajudava ela com estudos, era colega do irmão dela, mãe dela vivia dando carona pra escola, meio que já era um cara bem próximo a família. Cortamos para metade de 2016, e ela começou a demonstrar sentimentos, e então pensamos "vamos nos dar uma chance", porém, a mãe dela só aceitaria que ela namorasse ao completar 15 anos, e sem pensar muito minha atitude foi esperar por ela, e dia pós dia, estávamos juntos, abraçados, praticamente assumidos para o público, mas sem mais que isso, pois levaria-mos a sério o pedido da mãe dela. (Sim, sem beijos nem nada)
Cortamos para final de 2016, dezembro, ano letivo já tinha acabado, mês do aniversário dela, e ali então seria não só o aniversário dela, mas também o nosso início. Cerca de dois dias após a festa ela mandou mensagem que iria passar as férias na casa do pai biológico, na cidade ao lado (a mãe dela se mudou por conta da separação). Mas nossa deixa para nós vermos seria o curso dela, ainda aqui na nossa cidade, ela teria que vir toda semana uma vez, e lá ia eu, de ônibus, toda quarta para falar com ela da saída do curso até ela embarcar novamente no ônibus, mas cada vez mais, ela estava fria, distante, nem parecia mais a mesma carls.
E cortamos para fevereiro, eu já não estava mais na escola por ter me formado, mas ainda ia sempre na escola acompanhar ela na saída, e como antes, ela continuava fria. Um dia tentei tirar satisfação via messenger e ela disse que não poderia assumir um relacionamento naquele momento, que não estava preparada, e nunca mais falou comigo.
Entrei pra faculdade, fiquei quase 8 meses sem me interessar em relacionamento por ter ficado completamente destruído, mas quase como um presente, vamos chamar de "Mila" a garota mais incrível do mundo apareceu em minha vida. Eu em SC ela em MG, e embarcamos em um aventura, muitas dificuldades, sofrimentos pela distância, mas chegamos a 2020, treix anos de namoro, com uma pessoa incrível e extremamente cumplice para tudo, planejando nosso noivado e o momento para ficarmos juntos de fato. (Se quiserem cinto nossa história muito louca em outro post)
E aqui começa o julgamento de se fui babaca ou não, em abril, recebi uma mensagem no WhatsApp, da minha "ex quase sogra", desesperada, que precisava conversar comigo, então pedi para falar por ali mesmo se era tão urgente. Depois de enrolar um pouco ela começou a mandar fotos, áudios, e a primeira foto que abir estava escrito "delegacia de polícia da mulher de SC, corpo de delito, Carls de Oliveira e papapa" e nos audios, uma voz trêmula me dizendo que descobriu que Carls tinha sido estuprada pelo pai biológico. Fiquei chocado no momento, mas fui ouvindo e entendendo, a história aconteceu quando Carls tinha 8 anos, e somente agora teve coragem de contar. Inciou processo, denuncia e tudo mais.
No dia seguinte ela mais calma, continuamos conversando e me dei a disposição, que caso ela precisa-se desabafar, poderiamos marcar um momentoe. E fizemos, nós encontramos pós o almoço, e conversamos no carro mesmo, ela me contou tudo de novo, e ao fim da conversa ela solta a frase "a Carls se afastou de você por medo desse acontecimento, medo de homens", "eu sei que você tá namorando, não quero nem que ela fique sabendo dessa conversa, pra não estragarem sem relacionamento", "Carls gostaria de poder contar com você de novo".
No mesmo instante me coloquei a predisposição, caso Carls precisa-se de um ombro amigo, poderia contar comigo. Finalizamos nossa conversa e minha primeira reação foi contar tudo pra Mila, o que ela achava disso, e ela concordou que eu desse um ombro amigo a Carls.
Algum dias depois, Carls começou a mandar mensagens pelo Messenger, e conversamos por algum tempo, todo dia tirava algum tempo para falar com ela, dar atenção. Até que ela começou com indiretas "ainda tenho nosso ursinho de pelúcia", "que saudades daquele dia", e ficou nisso algum tempo, chegava a ser incomodo. Então, chegou o dia que ela disse "você realmente gosta dela?" Se referindo a Mila, e eu confirmei, e veio o escândalo, "como você ama alguém assim tão fácil, se um dia disse que me amou?", "Quem ama espera". Mesmo nessa situação, eu fui calmo com ela, por tudo o que ela passou, e disse que seria seu amigo, poderia apoiar ela, mas que em forma de relacionamento, não teríamos nada.
E tomei um block, em sequência minha "ex quase sogra" me manda áudio que Carls estava no quarto chorando com a porta trancada e expliquei a situação, e recebi um "isso fará ela sofrer, ela quer te amar, não só um amigo, se for pra isso, e melhor se afastar" e mais um block.
Sou o babaca dessa história?
submitted by anthonystark42 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.08 20:08 tapioquinhaBB ROMANCE LÉSBICO COM A SOBRINHA DO PASTOR

Olá Lubx e turmx que está a ver. Irei contar a história do meu namoro lésbico escondido. A história é um pouco longa mas vale a pena. Tenho 17 anos, moro em MT e congrego numa igreja adventista na minha cidade. Minha família toda é evangélica e além disso, eu toco no louvor da minha igreja. Até esse ponto da minha vida, eu ainda achava que era hétero (mesmo no fundo sabendo que não). Então um belo dia eu estava na igreja e de repente uma menina muito gata (MT MESMO) me seguiu no Instagram (o que achei estranho, pois estávamos no meio do culto). Segui ela de volta e já estava meio "hmmmm" das ideias. No dia seguinte ela me chamou no instagram e me mandou um boomerang meio que iniciando uma conversa comigo, e retribuí mandando também, e ficamos nessa. Fomos conversando e conversa vai e conversa vem, reparei que ela estava dando em cima de mim, mas por ser "hétero" eu cortei ela e deixei claro que não queria nada com ela (queria sim). E Luba, ela era muito bonita, MUITO MESMO. E eu sabia que estava a fim dela, mas, como minha família toda é crente e (até meio homofóbica) eu tinha medo do que poderia acontecer. Um belo dia, chorando, ela estava conversando comigo desabafando o quão era ruim ser lésbica e estar numa família cristã, e ter que fingir ser quem não é. Meio que fiquei muito mal e triste por ela e acabei DESABAFANDO pra ela que eu também era lésbica, mas que ela era a primeira pessoa em que eu havia contado isso. Conversamos bastante esse dia, e no mesmo dia eu tive um SONHO com ela (sabe o clipe girls like girls?) Sonhei que nós eramos as duas meninas e que nos beijávamos no final. Eu, uma bela sapatão emocionada, de tanto que tinha gostado do sonho, acabei contando pra ela do sonho. Ela me disse bem brega "é fácil de realizar esse sonho", e acabamos marcando de nos ver no dia seguinte no shopping e FICAMOS em segredo. Quando fui ficar com ela eu pensei "ah, experimentar né, não vai ser nada sério". Depois de ficar, eu estava pensando no nosso casamento KKKKKKKK e o melhor, ela TAMBÉM!!! Depois dessa ficada, fiquei sabendo que essa menina não era nada mais e nada menos do que a SOBRINHA DO PASTOR DA MINHA IGREJA!!!!!! Mas como acabamos nos apaixonando, acabamos namorando e completamos 1 ano de namoro no mês passado (Ps: TUDO EM SEGREDO KKKK) e não, até hoje ninguém descobriu além de uns amigos nossos que sabem.
Extra: Um resumo de uma história que aconteceu durante o namoro - Estávamos nós duas na casa dela e no quarto, conversando e tudo mais (pra nossas famílias, nós duas somos apenas amigas). A mãe e o tio dela estavam em casa na sala, começamos a nos beijar com a porta fechada. Uma hora paramos, e, quando fui agarrar ela e tascar um bjao, a mãe dela abre a porta DE UMA VEZ e só encara a gente por 5 segundos e depois sai. Nos olhamos desesperadas pensando "fudeu" e logo em seguida a mãe dela chamou ela pro quarto pra conversarem e ela TRANCOU A PORTA e fiquei sozinha sem saber o que fazer no quarto dela durante 15 minutos, tempo depois, a minha namorada volta chorando e eu pensei MEU DEUS FODEU MESMO. E, adivinha KKKKKKK Ela me contou que a mãe dela tinha brigado com ela e falado que "nunca viu amiga alisando amiga" e que ia me levar pra casa e ia ter uma conversa séria com ela, foi então que a a minha namo teve a brilhante ideia de falar: "Mãe, por favor, pare, acredite em mim, eu estava muito triste porque hoje é o meu aniversário e eu lembrei do meu pai, eu comecei a chorar e a (eu) começou a me consolar, e me abraçou tentando me acalmar". A mãe dela acreditou e elas começaram a entrar numa conversa super profunda sobre o pai dela, que tinha morrido, e acabou que ficou tudo bem. Mas, até hoje o clima comigo e a mãe dela é meio estranho. E foi assim que a minha namorada conseguiu livrar a gente de uma, citando o PAI MORTO como desculpa. Aiai Meio grande a história mas, espero que gostem, principalmente as sapatão emocionadas q amam um romance lésbico. Abraçoooo
submitted by tapioquinhaBB to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.08 03:07 pandoala Quem foi o mais babaca???

(Alterei algumas coisas para q eu não seja descoberta) Olá luba, editores e turma q está a ver! Eu não sei como isso funciona, mas vou tentar. Vou compartilhar uma história pra descobrir quem foi o mais babaca, ou se ambos foram babacas por igual.
Bom, no início do 7º ano eu comecei a gostar de um menino q tinha entrado naquele ano, e como bem bobinha q sou, agia como uma jogadona, que gostava de games, esportes e essas coisas q os héteros tops curtem, só para q os meninos gostassem mais de mim (ave maria q idiota agr parando pra pensar).
E eu consegui fazer uma amizade com esse menino (vou chamá-lo de B). Se passaram dois anos e eu continuei a gostar dele, eu achava e acho muito esquisito q eu tentava gostar de outros meninos, mas ele não saía da minha cabeça. Como nós éramos amigos no 9º ano, nós sempre queríamos sentar um do lado do outro, até q nos conseguimos por causa do mapeamento. Eu não contei que eu gostava dele para as minhas amigas, pq elas achavam ele muito chato e apelão. Então eu guardei só pra mim.
Como nós sentamos um perto do outro, a gnt ficava zoando a aula inteira e eu gostava de ficar perto dele. Até que eu me declarei pra ele, e eu falei q estava tudo bem ele não gostar de mim, mas que eu tava falando pra ele só pra tirar aquilo de mim. Só q a partir daí o comportamento dele mudou um pouco, pq a gnt nunca tinha brigado e como ele era apelão, a gnt começou a brigar muito. E eu no dia seguinte ficava com carinha de cachorrinho abandonado pra ele voltava a falar cmg, e até que funciona.
Mas um dia ele fez uma piada muito sem graça sobre mim e eu acabei perdendo a cabeça e quase gritei com ele no meio da aula. E a partir daí a gnt não se falou mais. (Ae detalhe, eu achava q ele gostava de mim tbm, por ele ser muito carinhoso depois que a gnt brigava)
Até q chegou o 1º ano (e depois da nossa briga, me deu a louca de pintar meu cabelo de loiro) e a gnt não tava se falando ainda, mas como o nosso grupo de amigos era quase o mesmo, não tinha como eu evitar ele totalmente. Até q no carnaval tava eu, uma amiga minha, ele e um amigo dele, que tbm é meu amigo, enfim, como a gnt tava conversando todo mundo ele comentou q eu tinha ficado muito bonita com o meu cabelo novo, e eu agradeci obv (e como eu gostava dele ainda meu coração faltou sair pela boca). Depois do carnaval a gnt começou a se falar dnv, mas não como antigamente, até q um dia ele me chamou na dm e perguntou se eu ainda gostava dele, e eu falei que sim né Kk.
E no dia seguinte ele perguntou se eu queria ficar com ele e talz, e que aceitei (umas piores decisões da minha vida hahaha). Só q eu sou uma pessoa muito insegura e tenho muita vergonha, e parecia q naquele ano tava pior. E por esse motivo de ter vergonha eu não gostava de ficar perto dele antes de começar a aula, pq na minha cabeça eu ia fazer ele passar vergonha, e que as pessoas iam ter nojo de mim com ele, pq eu não sou tão bonita assim, e ele era um moreno de olhos azuis (um dos meus gostos por sinal). E ele era muito fofo, mas mto mesmo, não tinha nada do que reclamar. Mas esse ano eu tinha contado que eu gostava dele pra uma amiga mais chegada minha, e eu mostrava as minhas conversa com o B pra ela. E ela por ser uma pessoa que não gosta de meninos tão fofinhos, ela fica falando “nossa que nojo dele”, “nossa senhora, não acredito que ele falou isso”, “eu não gosto de meninos grudentos desse jeito”, e como eu era uma pessoa q era fácil de influenciar, eu acabei colocando na minha cabeça tbm q eu não gostava de meninos melosos. E até q um dia eu falei isso pra ele, q ele era muito meloso e talz (um pouquinho antes disso eu tbm ficava falando as qualidades que eu gostava nos meninos q ele não tinha, só pra ver se causava algum ciúme). A gnt até que durou mais do q o suficiente, pq a gnt sentava perto tbm e no final da aula eu levava ele pra casa, que era perto da escola. E chegou um dia q ele pediu pra me beijar, mas como eu nunca tinha feito isso, eu fiquei sem reação e eu não falei se ele podia ou não, mas ele entendeu como um não.
E foi aí q as coisas começaram a desandar, como eu falei a gnt não se mostrava muito na escola, então umas meninas começaram a dar em cima dele. E eu achava q não podia fazer nada, pq a gnt só tava “ficando” (e eu acho q ele falou pros amigos dele que a gnt tava namorando). E aí a gnt começou a ficar muito afastado. Até q chegou o dia da festa junina, e eu falei q eu não conseguiria chegar muito cedo na festa e que talvez nem daria pra eu ir, mas eu fui e quando eu cheguei lá ele tava com uma das meninas que ficava dando em cima dele (eles só tavam juntos conversando, mas eu já pensei q ia ser chifruda). E na época eu briguei com ele, e falei q amava muito ele e pipipipopopo, e ele falou q me amava tbm e q era pra gnt continuar juntos, e eu aceitei. Mas agnt cada vez mais ficava mais distante, até q a gnt tava tão distante que acabamos por parar de se falar total, e acabamos “terminando” sem usar as palavras certas. (Então estamos namorando até hj hehehe)
Passou-se as férias tudo normal, e ele apareceu de namorada nova (e bem debochadinha que sou, segui ela nas redes sociais), eu fiquei chateada obv, mas eu não podia fazer nada, e eles ficavam juntinhos no início da aula, bem na frente da porta da sala, parecia q era de propósito só pra eu ver. Mas esse namoro dele não durou muito. E a gnt continuava sem se falar, mas sempre que ficávamos perto do outro ficava um clima pesado, sabe??
E passou-se um ano e eu ainda gosto dele e não sei oq fazer. É isso, me ajudem Luba e turma <3
submitted by pandoala to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.07 13:36 CapuccinoRosa O destino de [email protected]

Ola, lubisco e pessoal do subreddit, não estou muito bem para contar essa historia , então não vou fazer uma apresentação decente, tudo começou no ano de 2012, quando conheci um garoto q gostava das mesmas coisas q eu , vamos chama-lo de P, o tempo foi passando e a gente foi se conhecendo melhor , P tinha uma reputação de q pegava todas mas eu não acreditava nisso, um dia fizemos uma rodinha de amigos e eu e o P ficamos , logo em seguida fui pedida em namoro, eu aceitei e ficamos 3 meses de namorando , ate q um amigo nosso amigo chamado Frashavson me contou q ele tinha me traido e ate mostrou video pra me provar, logo em seguida terminei com ele, passou-se 7 anos depois desse ocorrido, eu já tinha mudado muito minha personalidade, entrei em uma banda municipal, tipo essas de escola americana, e lá estava ele, o bendito P, fizemos uma troca de olhares, pra ele tinha química, já pra mim, não queria sentir nada , acabou a aula na banda e ele veio conversar comigo, trocamos ideias como antigamente e ele resolveu me acompanhar ate em casa, fez isso por uma semana ate q um dia ele me colocou contra a parede e começou a me beijar, eu retribui, afinal eu já tinha ficado apaixonada de novo, nós fizemos isso por 3 dias ate q eu descobri q ele fazia a mesma coisa com 3 amigas minhas, aquilo foi a gota d'agua pra mim, desabafei com minhas amigas pois em um desses 3 dias que ele me acompanhou quase fizemos o chuplecochupliconorachufla, e minhas amigas me disseram q ele tbm fez a mesma coisa com elas , ate q resolvemos cortar ele das nossas vidas, tipo um voto de silencio e ele mandava mensagem pras nós 4 dizendo q não sentia a mesma coisa pelas outras e q nos eramos especiais, passou um tempo e 2 amigas minhas, vamos chamalas de E e T, o perdoou e voltou a conversar com ele normalmente, mas a E arrumou namorado, já a T foi acediada por ele pois ela abaixou a guarda de mais perto dele, ela veio abalada me contar ate q a minha terceira amiga, chamaremos de G , foi tirar satisfação com ele e logo em seguida fui contar para o nosso tutor da banda, mas nao foi bem a reação q eu esperava , meu tutor disse para eu parar de ficar fazendo rolo, pq eu estava fazendo aquilo apenas pq o P era meu ex e eu estava com ciumes, só calsava problemas na banda por ser sincera de mais, se eu não parasse de destruir a vida dele eu seria expulsa, tutor resolveu me expor para a turma,contando a versão dele, o P saiu da banda e todos ficaram contra mim , dizendo a mesma coisa q o tutor dizia, dias depois a E me mostrou prints de q ele a parabenizou pelo namoro e q se um dia ela terminar ele taria disponivel pra ela. Estamos em 2020 e adivinha? Ele mandou mensagem pra mim dizendo q não conseguia me esquecer q tudo sera diferente se tentarmos e q ele mudou muito como pessoa , não sei oq fazer, eu sou o tipo de pessoa q perdoa fácil e q não vejo maldade nas pessoas, gostaria muito de conselhos e tbm do julgamento final, eu fui babaca por ter contado pro meu tutor ?
P. S: perdão por não ter prints
View Poll
submitted by CapuccinoRosa to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 21:50 Nanikka_03 Eu fui babaca por ter trocado meu relacionamento de 6 meses por uma paixão?

Oi, Luba! Sou sua fã e amo quando você faz colab com o Jean porque eu amo ele. Então, faz mais colabs com ele, please!
Vamos para a longa história.
Eu namorei um menino e a gente terminou 3x. Na primeira vez, eu terminei porque os meus sentimentos por ele começaram a esfriar. E eu tenho certeza que foi porque comecei a gostar de uma amiga.
Eu sentia algo muito forte por ela, sempre queria estar com ela e morria de ciúmes dela com os ficantes dela. Fiz muita coisa por ela, escrevi textos, músicas, poemas (eu só não tinha vontade de ficar com ela, o que fazia tudo ficar muito confuso na minha cabeça). Eu cheguei a chorar várias vezes por querer que ela parasse de ficar com outras pessoas já que ela sabia que eu gostava dela, pois eu tinha dito pra ela, e ela tinha me dito que sentia o mesmo! Mas ficava fingindo que essa conversa de a gente se gostar nunca tinha existido! E, ao mesmo tempo, ficava dando em cima de mim e se declarando pra mim de forma indireta, como, por exemplo, mandava trechos de música que tinha tudo a ver com a gente e dizia "gostei dessa música", aleatoriamente, ou, ainda, dizer que tinha curiosidade em me beijar e dizia que segurava as vontades loucas dela quando estava perto de mim. Era como se eu fosse apenas um ponto fixo pra onde ela podia voltar quando um dos rôles dela desse errado (ela falava de todas as paixonintes dela pra mim, toda apaixonada, e aquilo doía muito). Eu fui muito trouxa. rs
E isso tudo acontecendo durante meu namoro e o NOIVADO dela.
Eu não terminei de imediato com meu ex porque não queria aceitar a possibilidade de estar gostando de uma menina e tinha uma mentalidade totalmente diferente da de hoje. Eu continuei com ele por um bom tempo ainda (mais de um ano), porque eu achava que ia passar, que era coisa da minha cabeça, fora toda a pressão da minha família, da dele e da sociedade inteira (homofobia). Ele é um menino muito bom e todo mundo elogiava muito a gente, éramos "perfeitos" (e, por ser meu primeiro namoro, eu pensava que nunca ia encontrar alguém como ele. O que era muito bobo. Pesar que é melhor ficar com alguém que você não gosta, mentir pra si mesma e pros outros só pra ficar na zona de conforto... é bobeira).
Depois de 2 anos e sete meses namorando com ele, eu resolvi terminar, não podia mais enganar ele e me enganar daquele jeito. Mas ele não desistiu e ficou muito no meu pé, fazendo de tudo pra gente voltar. Falava comigo todos os dias, me chamava pra sair, pra lanchar, assistir filmes, etc. Eu ia, porque a gente tinha combinado ainda ser amigos (mas é claro que ele não ia sentir só amizade por mim, ele ainda gostava muito de mim e foram 2 anos fazendo planos).
Detalhe: Ele perguntou que caso ele me pedisse pra eu esperar por ele (não ficar com ninguém) se eu esperava, e eu disse que esperava. E eu realmente não fiquei com ninguém (não consigo ficar com alguém só por ficar, tenho que criar algum laço com a pessoa, então, foi fácil pra mim não ficar com ninguém. Nunca me preocupei com essas coisas e ainda não me preocupo. Se eu estiver solteira, topper, "deboas"). Porém, na primeira oportunidade que ele teve, ficou com uma menina. kkkkk
Ai ai... Sofro
Voltando...
No dia seguinte ao término, eu resolvi me afastar, também, dessa minha amiga. Ela chorou e tals. Eu fiquei mal... Mas logo me aproximei dela novamente, eu não conseguia ficar longe porque ela precisava de mim, ela dizia que se sentia bem comigo e me contava a maioria das coisas, 99%. E eu pensava que tinha que engolir meus sentimentos por ela e continuar do lado dela porque era isso que eu, como melhor amiga dela, deveria fazer (pensei). Continuei sofrendo e sendo trouxa por um tempo. Mas, depois de um mês do término, resolvi voltar com meu ex. kkkkkkk (essa minha amiga, por quem estava apaixonada, me disse pra não voltar, mas ignorei. Podia ser apenas ciúme de mim com meu namorado. Sim, ela tinha)
Pra que...
Eu ainda gostava da minha amiga e, depois de um mês, eu terminei com ele de novo. E, aqui, eu reconheço que fui a babaca da história: eu estava brigando com ele (tinha me irritado com ele e nem lembro o motivo) por whatsapp e falei coisas como: "Eu só queria que você me deixasse em paz", "Eu só fiquei com você por pena"(tipo, só tinha voltado com ele por pena).
É... eu fui muito escrota...
E foi assim que a gente terminou. Ele me pediu para bloquear ele e tals, eu fiz... a gente passou uns 6 meses sem se falar. Depois desse término, eu ainda continuei minha amizade com essa amiga e só depois de uns meses, resolvi me afastar dela real oficial. Ela ficou muuito mal, mas eu fui firme na minha decisão e consegui resignificar ela.
Depois de uns dois meses que eu parei de gostar dela, veio uma "vontade" muito grande de voltar com meu ex (que nesse meio tempo já tinha ficado com outras meninas e até namorado uma delas. E eu, fiquei com um menino. Mas nem gostei e nem queria. Foi meio que... "roubado"). E eu fui atrás dele, fiz de tudo, até melhorei várias coisas (eu era meio seca e desatenta a coisas simples do dia). Só que ele estava muito magoado e ainda tinha medo. Pra melhorar, ele estava conversando com uma amiga virtual minha e ela estava caidinha por ele. Eu deixei pra lá. E sofri muito. Passei 3 dias sem comer direito e só fazia chorar. Até que, um dia, ele soube e me chamou pra conversar. Eu fui.
Dentre várias coisas, ele disse que não era pra eu desistir porque ele sabia que eu conseguiria fazer ele voltar a sentir o mesmo por mim. E eu me enchi de esperanças naquele momento, fiquei muito feliz. Só que a menina com quem ele estava conversando, minha amiga virtual, veio falar comigo pra eu desistir dele, que ele estava apaixonada por ela e tals e um monte de coisa. Eu falei pra ela que eu gostava dele de verdade e que não ia cometer o mesmo erro, e que tinha sido justamente ele que tinha dito pra eu não desistir dele. Ele falou isso enquanto me abraçava.
Sei que ela falou com uma amiga dela, que estudava no mesmo Campus que ele e essa amiga começou a encher a cabeça dele com coisas. Dizer que eu era possessiva, que ia fazer de novo, que eu só estava querendo ele de volta porque queria sentir ele nas minhas mãos, etc, etc, etc. E eu fiquei pistola, porque eu realmente tinha mudado.
Ele me mandou o print dessa conversa e eu pude me defender. Depois de um mês da gente ficando, ele me pediu em namoro de novo. Agora, a bomba. kkkkkkk Eu descobri (bem depois, quando a gente já tinha terminado) que, umas semanas antes do dia dos namorados, ele tinha tentado beijar uma menina do Campus dele e que dava em cima dela. O que eu descobri antes disso foi que ele me traiu com a amiga da minha amiga virtual. É. Aquela que botou pilha pra ele não voltar comigo, que falou que eu era possessiva.
Foi a segunda pior decepção da minha vida. Eu confiava muito nele. Porque ele realmente me fazia se sentir segura. Ele falava coisas sobre traição que me fazia pensar "que sorte a minha por ter encontrado, logo de primeira, um menino de ouro desse". E eu tinha ralado muito pra conseguir a confiança dele de volta... eu estava tão feliz com ele...
Depois disso eu fiquei péssima e chorava até com o vento. A história ficou muito longa e ainda tem continuação, se você quiser que eu conte, deixa nos comentários.
Beijo, galera! 😘😜
Ps: Desculpe pelo título paia, não sou muito criativa. Não foi bem uma troca... eu não terminei com ele assim que percebi o que estava sentindo por ela. E, na verdade, eu não ia contar essa história, ia contar o que virá a ser a continuação dessa. XD
É que eu resolvi falar tudo do começo, pra vocês entenderem melhor. Pensei que poderia mudar o título depois. Ou seja, esse título já dá uma pista sobre a continuação
submitted by Nanikka_03 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 17:24 Heldiabl0 LA FUGA

Oláa, Luba editores e turma, convidado não pq sei q não tem. Contar um dos maiores caso da minha vida, caso este que inclusive minha vida qse se vai (aconteceu faz uns 2 anos mas smp tive preguiça de contar digitando pq a historia é grande kkk) Uma garota, vou chama-la de Britney, com qm eu havia ficado algumas vezes 3 anos antes, do NADA começou a me mandar msgs, jogando conversa fora e tal. Eu sabia que ela namorava então nao a chamava pra sair, até que ela se cansou e me chamou. Eu disse que nao rolava de encontrar ela eqt ela namorasse, que se fosse p gnt sair era melhor q ela tivesse terminado. (Sinceramente, eu até sairia c ela namorando, não sou eu q tenho compromisso com alguém, mas já haviam boatos que esse namorado dela era meio doido então eu não quis KKKK) Passado poucas semanas, eu ainda conversava com ela de vez em qdo pelo wpp, ela deu ideia que tinha terminado, e afirmou q não pretendia nem voltar por conta do relacionamento abusivo que ela teve com esse cara, vou chama-lo de Brock. Blz, chegou o dia do encontro, que foi mais reuniaozinha q um encontro, eu + uns amigos meus e uns amigos dela (era uns 7 homens e 2 mulheres, com a Britney). Tivemos o role suave, nada dms, foi geral embora e ficou só eu e Brit. Começamos a nos agarrar, transamos, ficamo peladao na cama conversando e pa, aí do nada o telefone começa a tocar. Britney: só deixa tocar, dá nada -tel toca dnv -e dnv Me: Vei, só atende logo, pode ser alguma emergência Aí ela foi. Quem era? Eram os pais da Brit falando ''Fiquei sabendo q c fez uma festinha aí com um tanto de macho. N tem mais ngm aí com vc não, tem??'' Brit: tem não, ja foram embora *e eu ali do lado Pais dela: TEM CTZ? Brit: to falando carai Pais: pq recebi ligação dos pais do Brock, ele ficou sabendo da festinha q vc fez aí no ap, e eles me disseram que ele saiu de casa. Ta indo pra sua casa com ctz. Eu: puta que pariu vei, como q esse kra ficou sabendo?? (dps descobrimo q foi pelo story da amiga de Brit) Comecei a botar a roupa, colocamo uma musiquinha ali pra tocar pro clima ficar menos tenso, uns minutos depois começa o interfone a tocar loucamente PIUIUIUIUIUIUIU PUIIIUIUUIUIIU UIIUUIIU Fiquei tipo CARALHO, ta zuando c a minha kra q esse brother veio real. Britney, absurdamente ansiosa, literalmente tremendo, virou pra gaveta do criado-mudo do lado da cama dela e catou um martelo. UM FUCKING MARTELO. Assustado mas não demonstrando isso, peguei na maozinha dela e falei: Brit, fica calma, n vai acontecer nada, vou só ligar pra polícia aqui e a gnt espera, ta? Não precisamos de um homicídio mesmo que por legitima defesa aqui... Eu, estranhamente, nao tava tao assustado assim, pelo menos. Ela acenou com a cabeça, e trocou o martelo por um spray de pimenta q ela tinha kkkkk (nessa altura do campeonato passei a acreditar de verdade q o relacionamento dela c Brock foi abusivo) Liguei para a polícia, disse que o cara tava armado, pra eles agilizarem, e pedi pra q chegassem com urgência. Ok, um pouco dps de repente alguém tava batendo na PORTA DELA (ela morava no terreo do prédio), pensei ''Como esse filho da puta entrou aqui dentro?!?!'' (dps descobrimos q foi pq ele ainda tinha o controle do portão da garagem dela! Esqueci de mencionar que eles moravam juntos) Já começava a vir uns pensamentos tipo ''ok, é hoje que eu morro'' mas eu tava um pouco mais tranquilo por causa do spray de pimenta dela, que era muito forte, aí eu poderia usá-lo num ataque surpresa. Mas graças a zeus não precisou!! O interfone tocou denovo, era o pai da Brit, como ele ficou sabendo que Brock saira de casa, ele ficou preocupado e resolveu ir lá tb Entao brit virou p mim e disse: Agr tá tudo bem, Carls! Se joga aí da janela e vaza sem ngm te verrr (como disse, era no terreo, entao era fácil pular). Calcei meus tenis, botei o cinto no pescoço, pulei a janela, fiquei engatinhado entre os carros da garagem, olhando prum lado, pro outro, pra ver se eu via alguém, ou o pai da garota, ou o ex dela. E no que eu balançava a cabeça pra ver se tava seguro de eu seguir adiante PÁAAA. A porra do meu cinto no pescoço balançou junto e bateu na lataria do carro fazendo um barulhaço. No mesmo segundo pensei ''Bom, independente de ter alguém por perto, AGORA É A MINHA DEIXA'' Saí correndo igual um condenado sem nem olhar pra trás, o portão da frente tava aberto, passei por ele, entrei diretão no meu carro e saí cantando pneu me sentindo mais aliviado do que nunca. Q u e m o m e n t o E detalhe, a polícia pela qual liguei, NUNCA chegou a aparecer. Só devem aparecer quando matam alguem pelo visto ne. É isso, meus dedos já tão até doendo. Talvez eu tenha escrito em vão? Talvez, mas foda-se, aprimorei minhas habilidades de digitação rssssssss Gde abraço a tds q chegaram até aqui! kakakakak Besos <666 Ahhhh qse esqueci do bonus!! Juro que tudo dessa historia é vdd, inclusive a seguinte parte Nesse dia, madrugada, no caso, quando cheguei em casa, comecei a ver uma série que começava com a cena de um casal trepando, aí chega um personagem COM O MESMO NOME DO EX DA BRITNEY, e estoura a bola do cara que tava transando. SÉRIO UHAHUAUH Universo, am i a joke to you???
submitted by Heldiabl0 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 04:14 _rafinhazzitto_ A Dúvida

Olá lubisco, editores, gatas, FBI, e pessoal que está a assistir. Essa história e sobre minha primeira "paixãozinha"... Tudo começou quando eu estava no segundo ano em uma escola daqui da onde eu moro. Quando eu fui para sala, meu amigo que já estudava lá no primeiro ano começou a me apresentar o pessoal da sala. Até que, ele me apresentou uma menina. A Menina. Quando fomos todos ao intervalo, eu comecei a conversar com essa menina, e viramos bem amigos. Meses se passam, e eu comecei a gostar da menina. Eu quando era pequeno passava vergonha pra pedir ela em namoro, mas ela dia e falava que a gente não podia, pois éramos muito pequenos ainda. E isso continuou, durante 6 fucking anos... Até que eu percebi, que ela nunca ia gostar de mim, e segui em frente. Tive alguns namoros, e fiquei com algumas pessoas. Até que chegou esse meu último namoro. Eu descobri que a menina estava gostando de mim,as eu já estava namorando, e já passou muito tempo de namoro, e eu tenho dúvidas de se eu gosto dela, ou da minha atual namorada. Quando eu comecei a namorar a minha atual, eu nunca pensei em terminar, e uma vez que quase terminamos ela ficou bem mal. E agora que estou com essas dúvidas de terminar com ela, eu tenho muito medo dela ficar muito triste, pois, ela já teve um momento da vida com uma depressão bem pesada, e se eu terminar com ela, eu não quero que ela fique triste, quero que continuemos como amigos, como antes do namoro. E se eu terminar, vai ser mais fácil pra eu decidir namorar com alguém ou não. Você poderia dar uma opinião do que eu fazer?
submitted by _rafinhazzitto_ to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.04 02:58 timeturner69 harém de Ensino Médio

Olá Luba, turma, gatas então para ficar mais fácil de entender minha história vou colocar garota A, B e C bom época 2017, tinha 18 anos e tava no meu ultimo ano, eu tinha acabado de terminar meu primeiro namoro e fui para festa de aniversário da garota A (obs não eramos nada ainda, anotem é importante). Mas a Garota B me chamou e ela era uma menina que eu ficava antes do namoro, ai show fui na festa drinks e álcool rolando acabei ficando dnv com a garota B.... tranquilo eu nao namorava e eu achava que ela tbm não
Dia seguinte, chego no colégio tranquilo a garota A vem puta pro meu lado falando que fiquei com a garota B ... eu suave falei "fiquei ue" e ela me conta que as duas tava namorando e eu porra peguei a namorada dela no aniversário dela, ai eu expliquei e ela confiou em mim, aí que entra a garota C, era a melhor amiga da garota A e ela meio que arrumou um esquema para ficar com a garota C e eu show ue ela quer e eu tbm porém a garota C queria relacionamento sério e eu falei "quero nada não" e bom msm assim continuamos ficando por uns 2 meses
Passa um tempo eu e a garota A vai num show junto e bom acaba rolando e ficamos, na hora eu fiquei MANO?¿ mas segui e bom, ela disse para nao contar para garota C e eu concordei mas se ela falasse e ela disse que falaria... Ai que começou a confusão a garota B (lembram dela?) me chama para tomar um açaí e o bobo aqui vai achando que não ia dar nada msm sabendo que toda vez que eu saia com ela era motivo para a gente ficar e era saudável isso mas eu tava ficando com a garota A e C e para mim as duas sabiam, tanto que eu agia normalmente perto delas, continua e eu achei que a garota B sabia que eu tava nisso tudo, bom adiantando eu fiquei com a B e dps de um tempo eu tava nesse meio entre as 3 e por incrível que pareça nenhuma sabia uma da outra pois elas achavam que era so eu uma delas e a bomba explodiu no final do ano onde as 3 me chamaram para ir numa festa como acompanhante e eu acabei indo com a A e eu namoro com ela até hoje, e a B e a C não falam comigo como se eu tivesse traído elas, sendo que não....bom é isso eu fui um babaca? Ou alguma delas foi por parar de falar comigo e ficar com raiva? Ajuda ai turma
View Poll
submitted by timeturner69 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.23 01:15 4Manatte4 Fui babaca por falar com a nice namorada?

Então, eu estava na minha paz e uma garota (vou chamá-la de Carls para ser mais fácil) me mandou mensagem me elogiando e tals e eu pensei "opaaa vou desencalhar".
Passámos alguns dias conversando mas entretanto conheci um rapaz e parei de falar com a Carls. Passando a fase do rapaz fui lhe mandar mensagem e a Carls foi super querida comigo, super amorosa e continuava sempre me elogiando e dizendo que queria me encontrar. Ela chegou até a perguntar o que eu faria se ela tenta se me beijar.
Num dos dias eu entrei no perfil dela e reparei em algo estranho na bio dela... A Carls tava namorando. Eu comecei a deixar de responder a algumas mensagens para não fazer parte do encornamento.
Passado uns dias a Carls disse que ela e a namorada (a Tarls) acabaram e que a Carls disse que queria tentar comigo e eu pensei "vamos ver onde isto vai".
Do nada recebo uma mensagem "PARA DE FALAR COM A MINHA NAMORADA!!!". Quê?!?! Elas afinal ainda tavam a namorar?!?! Eu disse à Tarls que a Carls que veio falar comigo e a Carls disse me que elas tinham acabado. Eu meio que disse à Tarls que a Carls estava a tentar meter os cornos mas ela não acreditava e eu perguntei se ela queria os prints e ela disse que confiava na namorada. Eu e a Tarls acabamos a "discussão" por aqui, mas continuem a falar com a Carls.
Mas comecei a sentir me mal e disse a Carls que devíamos parar de falar pelo menos enquanto ela namorasse e ela virou uma Nice namorada
(vou escrever como as mensagens)
Carls: Eu sei que sentes algo por mim tal como eu mas pode não ser tão forte como tu
Eu: Não sinto não, isto é mau para a tua namorada
Carls: Olha se quiseres falas se não quiseres não falas 'bazei' (fui embora). Não vou mandar mais mensagem se quiseres falar falamos. Fartei desta merda.
Eu:👍
Carls: As gajas parecem todas iguais. Eu curto de ti e sempre vou curtir.
Eu: Tu não tens moral para falar. Tu tás a dar em cima de outra gaja enquanto estás a namorar.
Carls: Achas o que quiseres. Tchau apenas queria conhecer te melhor. Mas se não queres não te vou obrigar a nada.
Eu:(vizualizei)
Carls: És mesmo puta.
Elas ainda estão namorando mas a Carls de vez em quando manda me um "Ao tempo 😅" e eu ignoro.
Acham que fui babaca com Nice namorada ou com a quase cornuda?
submitted by 4Manatte4 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.18 06:13 Flashy-Switch Me apaixonei pelo melhor amigo hetero

Sim , eu me apaixonei pelo meu melhor amigo. Nos conhecemos através de sua irmã , e fomos criando uma boa amizade. Ele sempre foi carinhoso e fofo comigo , nunca tive amizade de tal tipo , e adorei. Com tempo nos tornamos melhores amigos, e aí já sabe né. Sim , eu me apaixonei por ele , só não poderia contar , não queria perder um ótimo amigo. Hoje temos 3 anos de amizade e 2 anos que eu amo esse cara. Cada detalhe , sorriso , e gesto eu adoro ,arrumo qualquer pretexto só para poder vê-lo e passar nem que seja um minuto ao lado dele. Esqueci , ele agora está namorando, imagine coisa pior , você amar um amigo e ajudar ele no tal relacionamento não é fácil. Por enquanto estou aqui , com um amor calado dentro de mim e levando a vida , minhas esperanças não tenho mais , o amor continua aumentando , e eu ? Aah , tô bem.
submitted by Flashy-Switch to desabafos [link] [comments]


ESTOU NAMORANDO - YouTube MC Fahah - Namora Bandido é Fácil (DJs Fiuza e Deluca) Lançamento 2017 Théo Medon - MENINA ( Official Music Video ) - YouTube Oficina de Música Católica - Namorando (Grecco) Brincando Com a Tia Fla - YouTube CNCO - Estoy Enamorado de Ti (Audio) - YouTube NAMORADA ESTA ME TRAINDO NO ROBLOX 😭💔 - YouTube TÔ NAMORANDO!!! - YouTube TO NAMORANDO - GABRIELLA SARAIVAH - YouTube

Sonhar que está namorando um desconhecido e seus significados

  1. ESTOU NAMORANDO - YouTube
  2. MC Fahah - Namora Bandido é Fácil (DJs Fiuza e Deluca) Lançamento 2017
  3. Théo Medon - MENINA ( Official Music Video ) - YouTube
  4. Oficina de Música Católica - Namorando (Grecco)
  5. Brincando Com a Tia Fla - YouTube
  6. CNCO - Estoy Enamorado de Ti (Audio) - YouTube
  7. NAMORADA ESTA ME TRAINDO NO ROBLOX 😭💔 - YouTube
  8. TÔ NAMORANDO!!! - YouTube
  9. TO NAMORANDO - GABRIELLA SARAIVAH - YouTube
  10. Porque a Gente Prefere Namorar Brasileiros (ft AskJackie ...

instagram https://instagram.com/henrique_nemes?igshid=11rldqxx7731l Segundo canal https://www.youtube.com/channel/UCXp9G97ApQL1YV_BgL2jLQQ Facebook Henrique ... 50+ videos Play all Mix - MC Fahah - Namora Bandido é Fácil (DJs Fiuza e Deluca) Lançamento 2017 YouTube THIAGO VENTURA - TÊNIS DA MINHA ÉPOCA - Duration: 18:03. Thiago Ventura Recommended ... CNCO – “Estoy Enamorado de Ti ” NEW ALBUM “CNCO” AVAILABLE NOW!: iTunes: http://smarturl.it/CNCOi Apple Music: http://smarturl.it/CNCOa Spotify: http://smart... Porque a Gente Prefere Namorar Brasileiros (ft AskJackie) Eu e Jackie contamos algumas historias sobre namorar Brasileiros (meu caso Brasileiras). Jackie est... TO NAMORANDO??? Todos me perguntam e eu vim aqui contar pra vocês! Espero que tenham gostado, deixe seu like, comente, indique pra um amigo!!!! Logo logo ser... Nosso canal é relacionado a vídeos de brinquedos, brincadeiras, jogos, surpresas, novelinhas e historinhas. Tudo para entreter e divertir o público infantil.... DEIXE O GOSTEI NO VÍDEO!!! 👍 💗 Inscrever-se: https://goo.gl/JrM4ZS ️ Contato: [email protected] 🐤 Twitter: https://goo.gl/HfdoAv 📷 Instagram ... INGRESSOS PRA FLOP PARTY BRASÍLIA: https://www.sympla.com.br/flop-party---brasilia-0806-megamundo__268248 INGRESSOS PRA FLOP PARTY SÃO PAULO: https://www.sym... This video is unavailable. Watch Queue Queue. Watch Queue Queue Meu primeiro clipe da minha primeira música autoral! Curtam muito! Agradecimento: Colégio Estrela Sírius Participação Especial: Melissa Nóbrega Elenco: Dudu ...